Grupo vegano distribui comida livre de exploração animal para moradores de rua em Porto Alegre (RS)


Por Alex Avancini (da Redação)

vanguarda1
Foto: Marcio de Almeida Bueno

No dia  21 de março foi organizado em Porto Alegre(RS) uma tarde de distribuição de comida vegana para moradores em situação de rua, com iniciativa da ativista Eliane Carmanim Lima, o qual participou o grupo vegano Vanguarda Abolicionista e também ativistas independentes, protetores, vegetarianos e veganos.  A ação aconteceu na Praça do Aeromóvel, em frente ao Gasômetro – tradicional ponto turístico da cidade – e contou também com distribuição de roupas, livros, brinquedos, maquiagem e ração para cachorros. Foi a segunda participação do gênero pela ONG e envolveu ativistas independentes e outras ONGs, como Gatos da Redenção. Os alimentos que sobraram ao final do evento foram destinados a moradoras da avenida Farrapos.

Em entrevista à ANDA, o diretor-geral da Vanguarda Abolicionista explica que a ideia de participar de iniciativas como esta sempre esteve ativa dentro do grupo pois também são atentos aos direitos humanos. A ação se concretizou sob organização da ativista e socióloga Eliane Carmanim Lima, que tem frequentado reuniões da coordenação de pessoas em situação de rua e proporcionou a participação de diversos engajados na causa animal. Ainda acrescenta: “Socialmente, há sempre o que ser feito, por quem tem boa vontade. Nesse caso, sabemos que há pessoas que se desligaram de um lar formal em função de situações desde um incêndio, como relatado no primeiro mutirão, até a óbvia drogadição. Não nos custa ajudar com um rango e, talvez mais que isso, uma tarde dando atenção, ouvindo pedidos e até dando conselhos. Para os DDAA, eu diria que existe a ligação com outras miltâncias, a divulgação da comida vegana – nesse último mutirão, havia um casal de moradores de rua que tinham formação de chefe de cozinha – e seu preço mais acessível, e também serve para espantar ‘colegas’ reacionários que se aproximam dos DDAA mais pela misantropia.”

Foto: Marcio de Almeida Bueno
Foto: Marcio de Almeida Bueno

Quando perguntado sobre a recepção dos moradores de rua para a culinária vegana, o diretor complementa: “Novamente adoraram, foi uma festa, clima de confraternização e sempre na curiosidade do: “mas este pastel não tem guisado'” ou “este bolo é sem ovo mesmo?”.

Confira abaixo um vídeo gravado durante a ação:


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DADOS ALARMANTES

ÓRFÃO

INVESTIGAÇÃO

ESTELIONATO

MORTE ACIDENTAL

ALARMANTE

NOVA CHANCE

DESUMANIDADE

SALVAMENTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>