Depois de sobreviver a envenenamentos e abandono, cachorro Rango encontra um lar


(da Redação)

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação

Ao contrário de muitos cães da Bulgária que vivem desabrigados desde a infância, o cachorro Rango começou a sua vida em um “lar”. O animal era tutorado por uma senhora que o mantinha acorrentado no quintal absolutamente todo o tempo. Ele não tinha autorização para entrar na casa e tinha pouco acesso à comida e à água. As informações são do site One Green Planet.

Quando cresceu Rango começou a ocupar muito espaço e a precisar de mais comida do que sua tutora estava disposta a comprar. Assim, ela tomou a decisão de matar o cachorro.

A mulher deu ao animal veneno de rato e esperou que ele morresse. Depois de horas, aguardando o efeito do veneno, ela percebeu que a sua primeira tentativa de assassinato não funcionou.

A tutora então pediu a um amigo que levasse o cão em seu carro para um lugar distante e o abandonasse lá, o que foi feito. Mas Rango encontrou o caminho de volta.

Depois que suas duas tentativas de livrar-se do animal deram errado, a senhora tentou envenenar Rango novamente, só que desta vez com um pedaço de pão ensopado em alvejante doméstico e em seguida com uma preparação concentrada feita para matar parasitas na pele e pelo de ovelhas. O que funcionou tanto bem quanto das outras vezes.

Depois de três tentativas de assassinato por intoxicação, a tutora de Rango pediu ao motorista do carro que seguisse na direção oposta à primeira vez e o levasse ainda mais longe.

Ele voltou para casa.

Felizmente, aparece aqui um outro personagem. Um homem chamado Todor Sotirov, que testemunhou toda a saga do pequeno cão, e decidiu que já bastavam de tentativas de assassinato e abandono. Então ele ligou para o abrigo Animal Friends Foundation Burgas.

Rango chegou faminto, enrolado em cintos, fios e correntes que lhe serviam de coleira. Ele tinha então mais ou menos um ano de idade e, apesar de tudo o que passou, era muito simpático e ingênuo.

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação

Surpreendentemente, o veterinário determinou que Rango estava bem de saúde e já podia se adotado. Foram só alguns meses para que uma família na Alemanha adotasse esse sobrevivente, que agora tem um bom lar. Sorte que muitos animais, na Bulgária e no mundo, não tem.

A Animal Friends Foundation Burgas é um modesto abrigo administrado somente por voluntários. Eles aceitam entre 120 e 150 animais todos os meses, o que é muito mais do que seu espaço pode abrigar de maneira confortável. A fundação busca doações para poder expandir seu centro de resgate. Para conhecer melhor seu trabalho e, quem sabe, fazer uma doação, visite este link.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>