Antigo canil de Cubatão (SP) continua a preocupar moradores da cidade


(da Redação)

Protetores locais denunciam precáris situações no Antigo Canil Municipal de Cubatão-SP - Foto: Moesio Rebouças
Protetores locais denunciam precárias situações no Antigo Canil Municipal de Cubatão (SP) – Foto: Moesio Rebouças

A cidade de Cubatão (SP) na região metropolitana da baixada santista vive um problema permanente. Protetores locais preocupados com a situação de um antigo canil desativado denunciam as situações precárias que o lugar apresenta.

Desde 2010 a ANDA vem publicando matérias sobre a situação do local com o intuito de conscientizar a população e fomentar o assunto para que a discussão chegue até as autoridades e uma solução seja tomada para o fim do sofrimento dos animais.

O problema da cidade se arrasta. Em 2009 foi publicado como os cães são abandonados e humilhados naquela região, dado a remoção de famílias durante a evacuação de moradores dos bairros Cota para conjuntos da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), dentro do Programa de Recuperação Socioambiental da Serra do Mar, promovido pelo Governo do Estado. São cães que ficaram para trás literalmente, abandonados pelos seus tutores e pelo poder público estadual e municipal.

Em 2010 o problema ainda não havia sido resolvido e a redação da ANDA publicou outra matéria denunciando a continuação do problema dos animais abandonados da cidade. Protetores locais preocupados com a situação relataram que após a desocupação, dezenas deles ainda viviam ali.

Em 2011 chegaram até a ANDA denúncias envolvendo a morte de cães por afogamento no local após as fortes chuvas que caíram naquele ano e mesmo realizadas as devidas denúncias, moradores afirmam que a negligência por parte das autoridades foi total.

Estamos em 2015 e infelizmente as coisas não parecem ter mudado para os animais. O problema é deixado de lado pelas administrações municipais. Denúncias sobre o local continuam chegando através do nosso canal de comunicação com a população e os casos de maus-tratos parecem continuar.

Segundo Moesio Rebouças, morador e protetor, os cães se encontram abandonados à própria sorte, condenados a uma vida miserável, sobrevivendo em cubículos sem assistência profissional adequada e com nenhuma norma de saúde pública.

“Imagine-se 24 horas por dia dentro daquele cubículo, em um espaço precário, insalubre. Mais uma vez pergunto, em tom de indignação, quando a prefeitura de Cubatão vai tomar vergonha na cara e construir um abrigo decente para os animais abandonados de Cubatão?”, comenta Moesio em tom de preocupação.

Nota da Redação: É verdadeiramente preocupante pensar na situação em que vivem os animais hoje no Brasil. É amedrontador imaginar o que acontece longe dos nossos olhos. Casos como este, em Cubatão, se repetem todos os dias no Brasil e no mundo. É por isso que se faz necessário fortalecer a união dentro do movimento animalista e aprimorar cada vez mais a articulação entre os protetores de animais. A população tem o poder de pressionar o poder público e exigir mudanças.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

NOVOS LARES

RIO CLARO (SP)

EXTINÇÃO

VISIBILIDADE

CANADÁ

ABRAÇO ANIMAL

DENÚNCIA

JAPÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>