Por Alex Avancini (da Redação)

A criação de carne mundial  para alimentação torna cada vez maior o problema com a falta de água. - Foto: One Gorgeous Cow on Wiki Commons
A criação de carne para alimentação torna cada vez maior o problema com a falta d’água. – Foto: One Gorgeous Cow on Wiki Commons

Segundo Malin Falkenmark, conselheiro científico sênior do Stockholm International Water Institute (SIWI), metade da população mundial enfrentará falta de água crônica se os atuais hábitos de consumo alimentar continuarem como estão. O consumo sustentável da água significa apostar em dietas nas quais a maior parte da composição alimentar sejam proteínas provenientes de origem vegetal e não animal, como ocorre atualmente.

Em parte do relatório Food Security: Overcoming Water Scarcity Realities, Falkenmark fala sobre segurança alimentar:

“Não teremos água suficiente à disposição para abastecer as demandas atuais de terras agrícolas para produzir alimentos para a população esperada em 2050 se seguirmos as tendências e mudanças no sentido de dietas comuns em nações ocidentais atuais – 3.000 calorias per capita, incluindo 20% das calorias produzidas provenientes de proteínas de origem animal. Haverá no entanto, água suficiente apenas se a proporção de alimentos com base em origem animal for limitada a 5% do total de calorias”.

Isso significa na prática que, para continuarmos a ter água disponível a disposição no planeta, teremos que readequar nossos hábitos alimentares para dietas mais sustentáveis, com menos proteínas de origem animal em sua composição, pois essas fontes alimentares demandam uma quantidade exorbitante de água para sua produção. Investir em dietas ricas em proteínas de origem vegetal é o melhor caminho para garantir e manter os níveis de água potável no planeta, um exemplo é o vegetarianismo estrito, praticado pelos veganos.

Para a Water Foot Print, uma plataforma para conectar diversas comunidades interessadas em sustentabilidade, equidade e eficiência do uso da água no planeta, estes estudos apontam que o aumento previsto na produção e consumo de produtos de origem animal aumentará a pressão sobre os recursos de água doce do planeta. O tamanho e as características da pegada de água na produção destes “alimentos” variam de acordo com os tipos de animais e sistemas de produção. Para se ter uma ideia:

A pegada hídrica de carne de bovinos de corte é de 15.400 metros cúbicos por tonelada, ou seja, para apenas 1kg de carne bovina são necessários mais de 15.000 litros de água. Para os ovinos são necessários 10.400 litros, suínos 6.000 litros, caprinos 5.500, frangos 4.300 litros, ovo de galinha 3.300 litros para cada 1 kg e o leite de vaca, mil litros.

Cada vez mais cientistas apontam que a adoção de uma dieta vegetariana é a melhor opção para aumentar e manter a quantidade de água disponível para a produção de alimentos e eliminar de vez a possibilidade nos riscos de desabastecimento de água e uma futura possível crise alimentar. A dieta vegetariana consome de cinco a dez vezes menos água que a de proteína animal que demanda um terço das terras aráveis do mundo para o cultivo de colheitas para alimentar os animais. Ou seja, a grande esmagadora maioria de soja que plantamos hoje não é para acabar com a fome de humanos, é para alimentar o gado.

Para a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, será necessário aumentar a produção de alimentos em 70% nos próximos 40 anos para atender à demanda na terra, mas atualmente, não temos condições e nem teremos água disponível para atingir tal meta, pois, os mesmos 15.000 litros de água utilizados para criar apenas 1kg de carne bovina, é a mesma e disputada água utilizada para satisfazer a demanda global de energia, que deverá crescer 60% em três décadas.

O vegetarianismo estrito aliado ao veganismo não é bom apenas para o planeta, mas sim para as pessoas que nele vivem. É bom para a saúde, pois elimina diversas doenças relacionadas ao câncer e o coração, mas o mais importante: É bom para os animais, pois são seres sencientes, escravizados para satisfazer os desejos alimentares dos seres humanos.

 

1 COMENTÁRIO

  1. O principal motivo para tornar o mundo vegetariano não deveria ser a preocupação da falta de água no mundo mas a necessidade de compaixão pelos animais que não nasceram para morrer por nós, o reconhecimento de seu direito à própria vida tão sagrado quanto o nosso, a comprovação racional que é um crime mata-los, dividi-los em pedaços, dispondo de sua carne, sangue, pele e ossos como faziam os bárbaros da Terra primitiva que não deveríamos mais ser no Planeta em evolução de hoje.

    • Pois é meu caro, as vacas não tomam banho de piscina mas precisam beber litros de água por dia pra produzir a carne tão desejada no prato das pessoas. Em um mundo onde um prato de comida vale mais que uma vida é assim que acontece. Não basta o sofrimento deles ainda há o desperdício de água.

    • Um boi bebe 40 litros de agua por dia. Na natureza ( a pasto) mais de 39 voltam em forma de urina e fezes que fertilizam o solo, produzindo mais capim, fechando o ciclo.
      Ja o gado confinado transforma 40 litros de agua em 39 litros de poluicao pois a natureza nao consegue reproveitar estes dejetos que vao ao lencol freatico e rios. Sao 2 situacoes totalmente diferentes e estes artigos nao dizem isto.

    • Victor,

      O seu comentário irônico revela o seu desconhecimento do assunto, o que é de se esperar, caso você não seja vegetariano. O valor estimado do gasto de água para a produção de carne é feito com base em toda a água que se utiliza para a criação do animal e é computada também a água que utilizada no abate(necessária para lavar o sangue e a carcaça do animal).

      Veja o documentário abaixo e descubra um pouco da verdade a respeito da exploração dos animais no planeta Terra:

      https://www.youtube.com/watch?v=vPtrekRyTMA

      Veja também:

      https://www.youtube.com/watch?v=IRr-8SvG6aU

      Obs.: Se as cenas certas cenas repugnarem você é um sinal de que você também se importante e que provavelmente um dia você se tornará vegetariano. Se não, inevitavelmente você poderá desenvolver doenças devido ao consumo de carne. Espero que você escolha o que for melhor para você.

      Att.,
      Augusto.

    • Correção:

      Victor,

      O seu comentário irônico revela o seu desconhecimento do assunto, o que é de se esperar caso você não seja vegetariano. O valor estimado do gasto de água para a produção de carne é feito com base em toda a água que se utiliza para a criação do animal e é computada também a água que utilizada no abate(necessária para lavar o sangue e a carcaça do animal).

      Veja o documentário abaixo e descubra um pouco da verdade a respeito da exploração dos animais no planeta Terra:

      https://www.youtube.com/watch?v=vPtrekRyTMA

      Obs.: Se certas cenas repugnarem você, isso é um sinal de que você também se importa com o sofrimento dos animais e que provavelmente um dia você se tornará vegetariano. Se não, inevitavelmente você poderá desenvolver doenças devido ao consumo de carne. Espero que você escolha o que for melhor para você.

      Veja também:

      https://www.youtube.com/watch?v=IRr-8SvG6aU

      Att.,
      Augusto.