Delegada especial é nomeada para investigar envenenamento de cães em AL


Animais morreram após serem envenenados (Foto: Michelle Farias/G1)
Animais morreram após serem envenenados
(Foto: Michelle Farias/G1)

Em portaria publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (31), o delegado geral de Polícia Civil de Alagoas, Carlos Reis, designou a delegada Talita de Aquino Pereira da Silva para investigar o envenenamento de 30 animais do Núcleo de Educação Ambiental Francisco de Assis (Neafa), ocorrida há uma semana.

Na última segunda (29), dezenas de pessoas foram até a ONG para realizar uma manifestação pedindo justiça às autoridades e para cobrar conscientização da sociedade.

Na ocasião, Alexandre Cavalcante, um dos veterinários voluntários, informou que parte dos órgãos dos animais mortos, como estômago e fígado, serão encaminhadas para um laboratório no Sul do país, para que seja identificada a substância utilizada, já que na região Nordeste não existe o serviço.

A assessoria de comunicação do Neafa informou que a ONG ja recebeu uma ligação de representantes do Ministério Público Estadual para formalizar a denúncia da morte dos animais e para marcar uma reunião para a próxima segunda-feira (5) com os promotores de justiça Flávio Gomes e Alberto Fonseca. Ainda segundo a assessoria, já existem suspeitos mas não se pode identificar quem são. Um outro ato está sendo programado para o início de 2015.

Manifestantes pediram justiça com cartazes durante o ato (Foto: Paula Nunes/G1)
Manifestantes pediram justiça com cartazes durante o ato (Foto: Paula Nunes/G1)

Fonte: G1

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>