campanha

Defensores de animais pedem fim dos rodeios em Dourados (MS)

Defensora Rosalina iniciou campanha que pede o fim de eventos de rodeio. (Foto: Flávio Verão)
Defensora Rosalina iniciou campanha que pede o fim de eventos de rodeio. (Foto: Flávio Verão)

Defensores de animais iniciaram em Dourados uma campanha que pede o fim dos rodeio. Nas próximas semanas serão colhidas assinaturas para serem encaminhadas às autoridades. A utilização de bois e cavalos em arenas é considerada polêmica e divide opiniões principalmente quando se atribui a essa prática como modalidade esportiva.

A advogada e defensora Rosalina de Souza Santos lidera a equipe de defensores em Dourados. Ontem teve início a campanha na praça Antônio João e, de acordo com ela, assinaturas serão colhidas em diferentes espaços públicos do município.

Com o apoio da Agência de Notícias de Direitos Animais (Anda), a advogada conseguiu ontem centenas de assinaturas somente no período da manhã.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Dourados já tem lei que proíbe maltratar os animais. Queremos o cumprimento desta e os governantes precisam se posicionar legalmente cumprindo o que determina a lei, face à inconstitucionalidade, ilegalidade dos rodeios, respeitando e dando tratamento digno aos animais, evitando serem expostos em arena dos horrores onde são cruelmente maltratados”, disse a advogada e defensora Rosalina.

Muitas cidades do país já proibiram a realização de rodeio. “Já avançamos no direito dos animais, mas precisamos lutar, caso contrário o sofrimento tende a aumentar e os animais precisam de nossa ajuda”, reiterou a defensora, que a partir do ano que vem fará palestra nas escolas sobre o assunto.

Pelo país afora muito é discutida a forma como os rodeios são conduzidos, desde a preparação dos animais para as competições até aos materiais utilizados durante as provas na arena, com uso de corda amarrada na parte genital do animal, região de estruturas nervosas e sem a presença óssea para proteger o animal da corda.

Defensores ainda criticam o uso de espora por parte dos peões e de choques elétricos na “preparação” de animais antes de entrar na arena. Quem realiza rodeio diz que essas práticas não são mais utilizadas, porém não há órgão fiscalizador para constatar o bem estar animal durante os eventos.

O caso mais recente e polêmico, que vem sendo investigado pelo Ministério Público ,ocorreu na cidade de Maringá (PR). Cinegrafista amador registrou imagens de animais que antes de entrarem na arena foram encurralados e cutucados com um aparelho que os deixaram agitados e fizeram os bois andarem e pularem.

Segundo defensores, o aparelho dava choque nos bois. O Brasil é signatário à Carta da Terra, escrita durante a Rio 92, um guia ético para um futuro sustentável a todos os seres.

Fonte: O Progresso

1 COMENTÁRIO

  1. Parece que a noção de virilidade e bravura está errônea e diretamente ligada ao poder de alguns homens em dominar um animal, submetendo-o à sua vontade e força até a exaustão para provar à platéia eufórica, seu poder de supremacia e o quanto valem pela sua proeza e valentia. Apenas orgulho, ignorância, arrogância e vaidade de túmulos caiados de branco, porque homens de verdade salvam os mais fracos, não pisam neles.

  2. Fim desta prática vergonhosa e covarde. Só demonstra que os peões são patéticos e só conseguem dominar animais assustados e que passaram por traumas. E quem assiste, é tão idiota quanto os que estão demonstrando o domínio sobre o animal e que se dizem machos.

  3. Linda Dourados-MS! Sou Natural da vizinha cidade Aquidauana. Estou orgulhosa dessa linda e maravilhosa cidade! Estão acordando para o Amor aos nossos irmãos os ANIMAIS! Eles não merecem tanto sofrimento para o nosso bel prazer. Podemos nos divertir de tantas outra maneiras! Parabéns benditos ativistas Douradenses! Bjs. Luz! Amor! Feliz 2015 com muitas conquistas!

  4. Os animais não devem serem usados nessas práticas, pois lhe causam sofrimentos, por isso que também já houve proibição de animais nos circos e proibição de rodeios em várias cidades do país. Parabéns pela iniciativa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui