assassinato

Cão de auxiliar de enfermeira com ébola foi morto

O marido da enfermeira infetada, Javier Limon, com o Excalibur
O marido da enfermeira infectada, Javier Limon, com o Excalibur

Excalibur, o cão da auxiliar de enfermeira que foi a primeira pessoa a ser contagiada com ébola na Europa, já foi morto pelas autoridades sanitárias espanholas. O translado do cadáver do cão, a partir do domicílio onde foi morto, causou dois feridos entre os ativistas que se manifestavam contra a morte do animal.

As forças policiais tiveram de intervir para fazer dispersar os cerca de 50 manifestantes que se tinham reunido diante do edifício para protestar contra a morte de Excalibur.

O dirigente madrileno da saúde, Javier Rodríguez, disse que o cão foi morto ainda em casa. “Infelizmente, não havia outro remédio.”

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

A morte do cão da auxiliar de enfermeira que foi contagiada com ébola chamou a atenção do público quando o marido da auxiliar colocou um apelo público nas redes sociais para que o cão fosse salvo. Como medida preventiva, para evitar a transmissão para o homem, o Governo da Comunidade de Madrid ordenou a morte de Excalibur.

Segue abaixo o apelo de Javier Limon:

“Olá, meu nome é Javier L. R., sou o marido de Teresa R. R., a auxiliar infectada pelo ebola ao cuidar voluntariamente de dois pacientes infectados que foram repatriados para a Espanha. Quero denunciar publicamente que um tal Zarco, que eu acredito ser agente de saúde de Madri, me disse que têm que sacrificar o meu cão, sem mais. Me pede o consentimento, o qual neguei. Ele disse, então, que pedirá uma ordem judicial para entrar na minha casa à força e sacrificá-lo. Antes de vir ao hospital, deixei vários baldes de água, uma banheira também com água e um saco de ração de 15kg para que ele tivesse comida e água. Também deixei o terraço aberto para que fizesse suas necessidades. Me é visto que por um erro deles queiram solucionar isto por um jeito mais rápido. Um cachorro não tem por que contagiar uma pessoa e o contrário tampouco. Se isso está preocupando tanto ele, acredito que se possam buscar soluções alternativas, como por exemplo colocar o cachorro em quarentena e em observação como foi feito comigo. Do contrário, devem me sacrificar pelo mesmo motivo. Mas, claro, um cachorro é mais fácil, não importa tanto.”

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: DN Globo

Nota da Redação: Como disse o tutor do animal, Excalibur poderia ter sido colocado em quarentena, assim como fizeram com Javier, mas as autoridades acharam mais fácil matar o cão, que estava sozinho em casa. A notícia evidencia o absurdo da diferença do tratamento recebido pelos animais e seres humanos perante o governo e à sociedade. Enquanto o humano, Javier, foi colocado em observação, e se apresentasse sintomas seria posteriormente tratado, o cachorro foi rapidamente e friamente assassinado.

1 COMENTÁRIO

  1. Certíssimas as colocações da Nota de Redação ANDA.

    Nada justifica dar fim a uma vida. Por que os humanos ficam em observação e os não-humanos são eliminados?

  2. MUITO FÁCIL OPTAR SEMPRE PELA “MORTE” QUANDO SE TRATA DE ANIMAIS TOTALMENTE INDEFESOS CONTRA A BRUTALIDADE E INDIFERENÇA HUMANA! ALGUEM TEM QUE FICAR DE OLHO NESSA ENFERMEIRA….ACHO QUE VÃO TENTAR MATÁ-LA TAMBÉM POIS ESTÃO SE CAGANDO DE MEDO!!

  3. Como escreveu e cantou Tom Jobim, “é o fim do caminho!”, para não dizer o fim do mundo! O proprietário do pobrezinho deveria fazer o que muito brasileiro faz quando está na iminência de ter algo apreendido – ESCONDE! Principalmente depois de ser informado pelo agente público que haveria decisão judicial. Eu não pensaria duas vezes – “sumia” com o bichinho e o colocava em quarentena por conta própria! Agora, espero de verdade que Javier venha a processar todo mundo, e ganhar a causa porque, afinal, em muitos lugares da Europa – ao contrário daqui – existe Justiça! Simplesmente catastrófico e revoltante o descaso das autoridades com a vida animal, é uma vergonha para toda a Espanha.

  4. E vai ficar assim? Algum grupo espanhol vai entrar com pedido de justiça? É bem assim que fazem com eles devido a Leishmaniose. Mas pensava que era só aqui. Se na Espanha fizeram isso e a Ébola está se alastrando, receio que aconteça uma verdadeira chacina.

  5. MALDITOS DESGRAÇADOS , DEMONIOS DE CRUELDADE ! NEM SEQUER COLOCARAM O CÃO EM QUARENTENA , TENHO NOJO DOS SERES HUMANOS DESTE PLANETA, NUNCA VOU TER FILHOS , NUNCA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! DE MIM NÃO VAI TER NENHUMA CONTINUAÇÃO . A PESTE VAI VIR DE QUALQUER MANEIRA PORQUE SÃO SERES MALVADOS ! A BIBLIA JÁ DISSE. O CASTIGO ESTÁ CHEGANDO !

  6. Não me espanta nem um pouco. O que esperar de um país onde o povo se diverte vendo um touro sangrar até morrer ? Lamento pelo casal que não só vive com a angústia de uma doença fatal mas agora tem que também lidar com a perda de um ente querido. ..

  7. A raça humana no seu melhor, quando foi o tempo das vacas loucas, tambem nao mataram os donos das mesmas, era uma doença com origem nos animais naoé? E o Ébola? Com origem nos humanos, matamos á mesma os animais pois entao, ainda por cima o melhor amigo do Homem. Somos mesmo animais……………………

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui