Com gravidez psicológica, cadela ‘adota’ filhote de gato órfão


Um gato com cinco dias de vida foi ‘adotado’ por uma cadela nesta quinta-feira (30) em Joaçaba, no Oeste de Santa Catarina, após ficar órfão. O felino começou a ser amamentado pela cadela de cinco anos, que passava por gravidez psicológica, após ser rejeitado por uma gata que havia perdido seus filhotes após o parto.

Cadela estimou filhote de gato a mamar (Foto: Ong Faunamiga/Divulgação)
Cadela estimou filhote de gato a mamar (Foto: Ong Faunamiga/Divulgação)

De acordo com a presidente da Ong Faunamiga de Capinzal, Evelin Serafini, o animal da raça siamês estava sob a proteção da instituição quando foi adotado pela família do município vizinho. “A moça pediu um gatinho para que ele conseguisse mamar na gata da família depois que os filhotes dela morreram, mas ela o aceitou” conta.

Após não ser aceito, a cadela da família pegou o bichano pela boca e o levou até um canto da residência onde o estimulou a mamar. “A tutora descobriu que ela havia passado por uma por uma gravidez psicológica e tinha leite. O mais engraçado é que ela estimulava o gatinho para mamar. Ela o adotou”, explica.

Segundo Evelin, o projeto Faunamiga protege cerca de 50 animais em seis casas de apoio na região e essa é a primeira vez que ela presenciou uma adoção entre animais de espécies diferentes.

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

TRATAMENTO

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>