Campanha salva mais de 700 aves marinhas


cagarra_nas_selvagens_a

Entre os próximos dias 15 de outubro e 26 de novembro, a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves promove mais uma edição da campanha “Salve uma Ave Marinha”. Esta campanha, iniciada em 2009 conta com a colaboração de diversas entidades regionais da Madeira, públicas e privadas, e com dezenas de voluntários, e já salvou mais de 700 aves marinhas nidificantes no arquipélago.

A poluição luminosa é uma ameaça para as aves marinhas, em especial na época em que os juvenis abandonam os ninhos. Estas aves, atraídas pelas luzes, colidem com edifícios, linhas elétricas e veículos, necessitando de ajuda para voltarem ao seu meio natural – o mar.

A campanha “Salve uma Ave Marinha” teve início em 2009 e ao longo dos últimos anos tem vindo a desenvolver diversas ações de divulgação em todos os concelhos da região, sensibilizando a população para a problemática da iluminação publica na conservação das aves marinhas, tais como as cagarras, patagarros e almas-negras.

Além destas atividades com a população, as autarquias também têm sido contactadas no sentido de efetuarem algumas alterações na iluminação decorativa, de forma a minimizar o encandeamento de juvenis.

Desde o início da campanha, todas as entidades e as equipas de voluntários, distribuídos por todos os concelhos da Madeira e Porto Santo, salvaram mais de 700 aves, sobretudo cagarras. Em 2014, esperamos envolver ainda mais voluntários e salvar mais aves marinhas.

De acordo com Ana Isabel Fagundes, coordenadora da SPEA na Madeira “a participação da população e dos municípios é crucial para a redução do impacte da iluminação pública sobre as aves marinhas por isso a sensibilização do público para a temática da poluição luminosa constitui a garantia de uma conservação a longo prazo para as aves marinhas da região”.

Fonte: Jornal da Madeira


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

POLÍTICA PÚBLICA

RECOMEÇO

BANALIZAÇÃO

CAZAQUISTÃO

DESMATAMENTO

BARBÁRIE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>