Comunidade procura ajudar idosa agredida e que mora com mais de 30 cachorros


Moradores de Itanhaém e defensores da causa animal estão pedindo ajuda para uma senhora e mais de 30 cachorros que ela cuida. O problema, de acordo com denunciantes, é que Altair Gambarão, de aproximadamente 70 anos, foi agredida por um rapaz e dias depois, por causa do machucado, se desequilibrou e quebrou o fêmur. Ela está internada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município e aguarda vaga via Sistema Único de Saúde (SUS) para ser transferida e realizar o procedimento cirúrgico.

Dona Altair tem uma chácara no bairro Jardim Coronel, vive sozinha e tem adoração por animais. “Ela ficou sabendo de um rapaz que ía matar um cachorro e foi conversar, mas ele a agrediu na perna. Dias depois, estava arrumando algumas coisas em casa e se desequilibrou, quebrando o fêmur. A fratura foi na mesma perna que o rapaz havia machucado”, conta Elisabete Alves Castro, uma das moradoras da cidade que está tentando ajudar a vítima. Até o momento, o agressor não foi identificado.

O problema é que, dentro da casa, existem mais de 30 cachorros que estão sozinhos e são dos mais variados tamanhos. Os vizinhos procuram dar água e comida. “A ideia é começar a doar os animais. Toda a ajuda é válida”, conta Elisabete. Pelas redes sociais, além da adoção, são realizados outros pedidos: ração, ajuda para reformar a casa, pois a condição é considerada insalubre, materiais de construção e voluntários.

Até o momento, não há notícias dos familiares da vítima. Informações não confirmadas indicam que sua família vive em São Paulo. Enquanto ninguém aparece, Elisabete tenta ajudar como pode. “Nesta tarde (quarta-feira), vou à Promotoria para ver se pode fazer alguma coisa, auxiliar de alguma forma. Ela precisa ser transferida e operada”.

Quem quiser colaborar, pode entrar em contato com Elisabete pelo telefone (13) 99615-0833. Outra alternativa é enviar mensagens inbox para o Facebook de Renata Neves e Janilda Moura de Meira, que também são colaboradoras. Outras informações podem ser obtidas no álbum sobre o episódio criado por uma das voluntárias.

Dona Altair está internada na UPA de Itanhaém
Dona Altair está internada na UPA de Itanhaém
 Dona Altair cuidava de mais de 30 animais em sua casa, no bairro Jardim Coronel, em Itanhaém
Dona Altair cuidava de mais de 30 animais em sua casa, no bairro Jardim Coronel, em Itanhaém

Fonte: A Tribuna

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>