‘Amigos’ dos cães se reúnem aos domingos em universidade no ES


Nataly aproveitou para brincar com o bulldog da Adriana, na Ufes (Foto: Viviane Machado/ G1)
Nataly aproveitou para brincar com o bulldog da Adriana, na Ufes (Foto: Viviane Machado/ G1)

Se durante a semana, a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) é um espaço para o ensino, a pesquisa e a extensão, aos domingos o gramado do Campus de Goiabeiras, em Vitória, recebe cachorros e seus donos, de diversas partes da Grande Vitória. O ‘Domincão’, nome pelo qual o encontro é conhecido, reúne pessoas que amam cães e atividades ao ar livre. Neste domingo (21), um grupo de cerca de 40 pessoas aproveitou o espaço para curtir a manhã com os cachorros e a família.

“Nos reunimos todos os finais de semana para fazer amizades, trocar ideias e, principalmente, levar os nossos cães para brincar”, explicou Larissa Castro, uma das participantes do encontro. Para ela, que é dona do Thor, um pug, o espaço é uma oportunidade para os animais se soltarem e terem contato com outros cachorros.

O encontro, que não conta com nenhum organizador específico, reúne pessoas através das redes sociais. Manon Barbosa, dona da Vivi, uma poodle de 10 anos, contou que conheceu o ‘Domincão‘ através de um conhecido pelo Facebook. “É a primeira vez que eu venho. Por ser o primeiro contato dela assim, a Vivi fica bastante do meu lado, fica muito quietinha. Eu passeava na praia e no parque com ela, mas sempre na coleira. Aqui é mais livre”, relatou Manon.

A Lorayna e o Everson Barcellos conheceram o grupo há mais de um ano, quando faziam um passeio pela universidade. Agora, os dois sempre levam Pretinha e Branquinha para brincar com os outros cachorros aos domingos. “Elas ficam muito presas passeando de coleira. Aqui, elas interagem com todos os cachorros. A Braquinha é uma shi tzu e pensa que é pit bull. Só brinca com cachorro grande”, brincou Lorayna.

Mesmo sem ter um cachorro no apartamento onde mora em Jardim Camburi, Najisa Andrade levou as filhas Nataly e Nicole para brincarem com os animais. “Minha sogra sempre traz as duas. Dessa vez, eu resolvi trazê-las. Eu moro em apartamento e não dá para ter cachorro. As duas aproveitam para brincar com os animais. Elas adoram, o lugar é lindo”, disse.

O bulldog francês da Adriana Notaroberto é um dos cachorros que chamou a atenção da filha mais nova de Najara. Nataly tem apenas um ano e sete meses, mas já demonstrava o amor pelo animal que acabou de conhecer. A dona do bulldog, chamado de Tiger, contou que as visitas ao Domincão são muito tranquilas e é uma maneira de relaxar. “Moro na Serra e ele fica em casa o dia todo, porque a gente trabalha. Venho aqui praticamente todos os domingos para que ele possa brincar e ter contato com os outros animais”, falou.

Enquanto passeiam com os animais, os tutores aproveitam para conversar e interagir. “A gente troca muita figurinha sobre ração, coleiras e cuidados com os animais”, contou Jéssica Roseira. Ela e Heloize Rodrigues vigiavam a Princesa e o Lucky e aproveitaram para falar sobre os animais. Para elas, quem tem cachorro sempre vai ter um assunto em comum para compartilhar. O Domincão é o lugar, onde todos os domingos, é possível “trocar figurinhas”, finalizou Heloize.

Fonte: G1

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÍNDIA

MINAS GERAIS

ESTUDO

CONSUMO CONSCIENTE

PROTEÇÃO

AMOR PROFUNDO

ÍNDIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>