Gatos e Gatinhas


Foto: Divulgação / Correio do Povo
Foto: Divulgação / Correio do Povo

Os gatos têm algumas particularidades e merecem alguns cuidados especiais para viverem sempre saudáveis. Apesar de muitas pessoas preferirem os cães e terem preconceito com os gatos, cada vez mais os felinos vem cativando os humanos e desmistificando antigos e errados conceitos sobre esses animais.

Muitos acreditam, os gatos são animais preguiçosos que não se apegam a seus tutores, que são independentes e não necessitam de grandes cuidados. Mas isso está errado, os gatos são caçadores, têm hábitos noturnos por isso dormem muito durante o dia.

Quando não são castrados geralmente saem de casa para procurar parceiros para a cruza e nessas saidinhas muitas vezes se perdem, são mortos ou acabam sendo adotados por outras famílias, dando a impressão que não se apegam a seu lar. Mas gatos castrados dificilmente dão essas escapadas.

Quanto aos cuidados os gatos necessitam de tanta atenção quanto qualquer animal de estimação. E as vezes até mais, pois muitas vezes escondem os sintomas a um tutor pouco atento.

E preciso prestar a atenção se o animal está comendo adequadamente, urinando e defecando com aspecto e quantidades normais, sem nenhum tipo de dificuldade. Pois é muito comum em gatos problemas urinários e ressecamento das fezes.

Devemos dar bastante atenção a quedas de pelo, feridas e arranhaduras. Principalmente os arranhados por brigas que podem agravar e causarem lesões e infecções graves.

Não devemos esquecer de castra-los, pois assim além de evitar as “escapadas perigosas”, estaremos evitando que tenham crias indesejadas e que mais filhotes fiquem abandonados pelas ruas. E neste sentido podemos colaborar adotando, em vez de comprar um animal, retirando um animal da rua, diretamente ou através de uma ONG, e dando um lar para ele.

Cada espécie de animal tem suas características próprias, e mais que isso cada animal tem sua personalidade assim como os humanos e cabe a seu tutor observar e ajudar seu amigo felino para ter uma vida boa e feliz !

“É um erro comparar os gatos com outros animais. Algumas pessoas pensam que seu gato deve agir como um cachorro que balança o rabo ao ver os donos. Gatos têm suas particularidades e outras formas de demonstrar carinho”, pontua a especialista.

Segurança

Quem mora em apartamento deve instalar telas de proteção nas janelas e varandas. Gatos têm o hábito de caçar, e se, por exemplo, estiverem atrás de uma borboleta, podem pular na janela e cair. Para quem mora em casa, o ideal é que tenha muros altos para que o felino não saia para a rua.

Saúde

É necessário manter as vacinas do animal em dia. Pelo menos uma vez ao ano devem ser feito exames de urina, fezes e sangue. Gatos são misteriosos e seus donos poderão não perceber que eles estão doentes.

Caixas de areia

Gatos não fazem as “cacas” em caixa de areia suja, por isso é importante limpá-las com frequência. O local onde a caixa será colocada também é muito importante. Geralmente ela fica em pontos que não incomodem os donos dos bichanos, como na varanda, mas muitas vezes os gatinhos não se sentem confortáveis com o local escolhido e por isso não usam a caixa de areia.

O ideal é deixá-la em algum cômodo tranquilo, onde o animal se sinta à vontade. Aqueles que têm mais de um gato devem ter em casa uma caixa de areia para cada animal.

Alimentação

Algumas pessoas costumam encher a tigela de ração esperando que ele se alimente ao longo do dia, mas muitas vezes isso não acontece. Gatos gostam de comida nova e fresca, e comem em pequenas quantidades ao longo do dia.

Cada animal tem sua particularidade, mas o ideal é que eles se alimentem pelo menos 4 vezes ao dia.

Algumas pessoas costumam dar leite para os gatos. Eles adoram, mas isso é um perigo para seu animal. Eles não têm enzimas que metabolizam leite que não seja de uma gata. Isso provocará diarreia no animal.

Pelos

Gatos se lambem para fazer a limpeza deles e por isso acabam ingerindo muito pelos que se acumulam no estômago e podem prejudicar a saúde do animal. Existe no mercado uma pasta que ajuda na digestão dos pelos. Basta misturá-la à ração.

Há também algumas soluções naturais, como o uso de algumas plantas que animais adoram comer, como o pé de alpiste. A dica da veterinária é plantar o alpiste em jarrinhos e deixá-los em um local onde o gato tenha acesso.

Arranhador

Se o seu gato arranha tudo dentro de casa não é porque ele é um bichinho arteiro. Gatos costumam mesmo afiar as garras. Para que você não tenha a casa destruída, basta comprar um arranhador para ele.

O local onde o arranhador deve ficar também é importante. Algumas pessoas colocam ao lado da caixa de areia e por isso o animal acaba não se interessando pelo arranhador. É preciso observar o animal para identificar o local ondem ele gosta de brincar. Um truque que funciona é colocar ao lado de objetos que ele costume arranhar.

Atividades

Gatos não são preguiçosos como muitos pensam. Se eles dormem muito é porque não têm nada para fazer. É preciso criar uma rotina de atividades com o seu animal. Eles adoram brincar com lanternas, rolo de lã, papel amassado, mas nenhum brinquedo é interessante se estiver parado. Os donos precisam interagir com o animal.

Também é possível passear com os gatinhos usando uma coleira. Eles não se incomodam, mas é claro que tudo é uma questão de adaptação. O ideal é que ele passe a utilizá-la quando ainda é um filhote.

Higiene

Também não é verdade que gatos não gostam de água. É preciso acostumá-los com o banho desde pequenos. Desta forma eles não irão arranhar você quando estiverem maiores. O ideal é dar um banho a cada 15 dias. O uso de produtos adequados para a limpeza dos pelos também é importante.

Castração

Se você não tem intenção de deixar seu gatinho procriar, castrá-lo deixará seu animal mais tranquilo e caseiro. Com a castração os animais deixam de fazer xixi para marcar território dentro de casa e de sair para passear e sumir por dias. O ideal é buscar um veterinário para examinar o bichano e avaliar o procedimento.

Água

Potes de água não devem ficar distantes dos animais. Coloque em locais onde seu gatinho costuma ficar. Se ele estiver dormindo e o pote de água estiver distante ele não levantará para beber. Um pote de água pode não ser o suficiente. Deixe mais potes em outros cômodos da casa. A água deve estar sempre limpa e fresca. Seu gato não beberá se estiver suja. Lave os potes com frequência.

Uma dica da veterinária é ter em casa uma fonte de água. Os gatinhos adoram água em movimento.

“Consciencia Animal” procurando transformar proprietários de bichos em tutores de almas. OBRIGADO.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PRESERVAÇÃO

VAQUINHA ON-LINE

FINAL FELIZ

LEALDADE

COMPROMISSO

ESPECIAL

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>