Voluntárias fazem 'casas' de papelão para abrigar cães abandonados em Resende (RJ)


Foto:  G1 Sul do Rio e Costa Verde
Foto: G1 Sul do Rio e Costa Verde

Caixas de papelão, sacos plásticos e jornais velhos ganham uma nova utilidade nas mãos de voluntárias em Resende, no sul do Rio de Janeiro. Elas colocaram as mãos à obra para construir abrigos para cães que vivem nas ruas. A iniciativa é para proteger os animais do frio do inverno. “É um material super fácil, com custo praticamente zero e de fácil acesso para todo mundo”, disse a voluntária Pablina Azambuja.

A ideia partiu de uma ONG que ajuda animais abandonados e a mobilização começou pela internet. O grupo faz os abrigos e nas ruas percorre vários pontos em que os cães costumam ficar. Além de pequenas “casas”, elas também colocam ração e água.

O trabalho é feito sempre uma vez por semana e depende principalmente da colaboração das pessoas. Segundo elas, fazer os abrigos nem é tão difícil assim, o grande desafio é mantê-los nas ruas. “A gente põe a caixa e, na maioria das vezes, a caixa não fica nem 10 minutos. Ou a pessoa do comércio, ou estudante tira. A gente pede para a população encher os potinhos de água quando perceberem que eles estão vazios, porque no frio eles também bebem água, não é só no calor”, explicou a voluntária, Fernanda Santana.

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CRUELDADE

PROTEÇÃO ANIMAL

ALERTA

VITÓRIA

INVESTIGAÇÃO

FLÓRIDA

JAPÃO

AVANÇO

COMPORTAMENTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>