Autoridades americanas decidem deixar de proteger os wolverines


(da Redação)

Foto: Shutterstock / Ecorazzi
Foto: Shutterstock / Ecorazzi

Os wolverines poderão estar em sério perigo se o Serviço de Vida Selvagem (FWS) dos EUA prosseguir com sua decisão.

A agência está recuando em uma conclusão prévia de que o wolverine (mamífero conhecido como “carcaju”) deve ser considerado uma espécie em extinção devido às alterações climáticas, e está pretendendo removê-lo da lista de espécies protegidas. As informações são do Ecorazzi.

“Devido à incerteza dos modelos climáticos, eu não posso aceitar a conclusão sobre a perda do habitat dos wolverines que formam a base da nossa recomendação para listar a espécie”, escreveu Noreen Walsh, diretora regional do FWS em um memorando que foi vazado, obtido pelo Centro de Diversidade Biológica (CBD).

Walsh também relatou que a elevação das temperaturas que comprometeriam o habitat nevado de altitude elevada do animal, trata-se de “apenas uma especulação”.

De acordo com o diretor de espécies ameaçadas do CBD, Noah Greenwald, essa recente postura não se baseia em fatos científicos, e sim políticos.

“A decisão de anular a opinião dos cientistas e negar proteção aos wolverines é profundamente decepcionante e mostra que a interferência política em algo que deveria ser uma posição científica continua a ser um problema sob a administração Obama, assim como era na de George W. Bush”, disse Greenwald. “Wolverines e habitas frios dos quais eles dependem estão sob severa ameaça em nosso cenário de aquecimento global mundial. Somente uma ação séria para reduzir a queima de combustíveis fósseis podem salvar não só o wolverine mas também dezenas de milhares de outras espécies, e até mesmo os humanos”.

Seja qual for a verdadeira razão por trás disso, o FWS declarou que está com o orçamento restrito e que não faz sentido alocar fundos para proteger o wolverine, se ele não está em risco de extinção.

Os 300 wolverines restantes nos 48 estados americanos não são os únicos que estão sem apoio do FWS. A agência já enfrenta diversas ações jurídicas por não ter protegido espécies no passado, e são comuns os seus desacordos com o CBD com relação à consideração de algumas espécies em extinção.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ

DOR E SOFRIMENTO

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>