PSOL lança Núcleo Antiespecismo com debate sobre libertação animal


Por Helena Moreira Dutra (em colaboração para a ANDA)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) lançou no dia 3 de julho, às 19h30, na Sala João Neves da Fontoura da Assembleia Legislativa do RS, o Núcleo Antiespecismo da sigla com o debate “A Libertação Animal na Agenda Política”. O evento teve como palestrantes o antropólogo Caetano Sordi, a psicóloga e cientista social Eliane Carmanim Lima e o sociólogo Matheus Mazzilli Pereira.

Segundo a idealizadora da iniciativa, Eliane Carmanim Lima, o PSOL é o primeiro partido político no Brasil a adotar oficialmente a defesa dos direitos animais em um de seus núcleos. “Nos últimos anos, observamos um crescente interesse na defesa dos direitos animais. Nesta pauta, vamos encontrar grupos que defendem o fim da crueldade contra cães, gatos, cavalos e outros animais de maior apelo social, mas encontramos também o ativismo que prega o antiespecismo, com o fim da discriminação e da exploração daqueles que não pertencem a uma determinada espécie e a defesa da libertação animal”, explica Eliane.

Palestrantes

– Caetano Sordi, doutorando em Antropologia pela UFRGS e membro do grupo de pesquisa Espelho Animal: Antropologia das Relações entre Humanos e Animais. – Eliane Carmanim Lima, psicóloga e cientista social com mestrado em sociologia pela UFRGS, ativista e pesquisadora da temática dos direitos animais. – Matheus Mazzilli Pereira, bacharel em ciências sociais, mestre e doutorando em sociologia pela UFRGS. Pesquisador da temática da ação coletiva e dos movimentos sociais


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>