Gatos ganham novos lares em Bauru (SP)


Foto: Malavolta Jr.
Foto: Malavolta Jr.

O objetivo da Feira de Adoção de gatos promovida pela Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal da Saúde, através do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), ontem de manhã, na Praça Rui Barbosa, foi alcançado. Dos seis gatos disponíveis, já castrados, cinco ganharam novo lar. Dois animais que necessitavam de cuidados especiais irão aguardar no CCZ uma nova oportunidade para serem colocados para adoção.

A fiscal de maus-tratos do órgão, Sheila Mara Demarqui, destacou o sucesso da feira. “Foi ótimo o resultado por serem animais adultos”, afirma. Para oficializar a adoção, os interessados tiveram que apresentar o documento de identidade e comprovante de residência.

As famílias que levaram os gatos para casa serão acompanhadas pela fiscal do CCZ para a constatação de eventuais maus-tratos. “A gente faz um sorteio aleatório e visita para ver como eles estão. A gente espera uma fase de adaptação de cerca de um mês”, explica.

Segundo Demarqui, em apenas uma ocasião, a violência contra o animal foi comprovada e ele foi encaminhado de volta ao CCZ. “Geralmente, as pessoas que vão fazer adoção estão conscientes daquilo que estão fazendo. Principalmente no caso de animais adultos”, diz. “O resultado tem sido bem positivo”.

Além das feiras periódicas, a adoção de cães e gatos também pode ser feita diretamente no CCZ, de segunda à sexta-feira, das 9h às 16h30. O órgão fica na rua Henrique Hunzicker, quadra 2, no jardim Bom Samaritano. O telefone para outras informações é o (14) 3103-8050.

‘Eu fui escolhida’

A cuidadora de idosos Andrea Pires acordou cedo para escolher o novo membro da família. Depois de ver o animal que havia gostado ser levado por uma pessoa que estava na sua frente, acabou sendo “escolhida” por Fred. “Tinha muitos, mas ele foi o único que veio, ficou me seguindo na grade. Foi uma coisa de Deus. Eu fui escolhida”, afirma.

Ela conta que soube da Feira de Adoção do CCZ através de matéria publicada no JC. “Tocou no meu coração para eu ir lá e adotar esse gatinho”, diz. O nome, segundo a cuidadora, foi escolhido pelo filho em homenagem ao atacante Fred, jogador do Fluminense e da seleção brasileira. “Ele falou que o gato é calmo igual ao jogador”, brinca.

De acordo com Andrea, o processo de adaptação de Fred ao novo lar foi bastante rápido. “Ele está adormecido no sofá, já tomou banho. É a coisa mais linda do mundo”, declara. “Os bichinhos precisam de muito carinho. A gente, que é ser humano, precisa, imagine eles”.

Fonte: Jc Net


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HOMENAGEM

ESCRAVIDÃO

DADOS ALARMANTES

MAUS-TRATOS

DESMONTE AMBIENTAL

ZOOFILIA

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>