Em apenas um ano UVA atende mais de 5.600 animais em São Manuel (SP)


Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Criada em junho do ano passado, a UVA – Unidade de Vigilância Ambiental – realiza um excelente trabalho em São Manuel. Em pouco mais de um ano de atuação a Unidade já realizou milhares de atendimentos na cidade.

A UVA não é um canil ou gatil municipal que recolhe animais abandonados ou de quem os abandona. A unidade presta auxílio em atendimentos clínicos e cirúrgicos como castração e vacinações de cães e gatos. Ela também auxilia no resgates de animais silvestres, quando encontrados na área urbana, devolvendo-os ao seu habitat ou encaminhando para o CEMPAS – Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Selvagens da UNESP de Botucatu.

Desde sua implantação a UVA realiza o levantamento sobre o número de animais, espécie e sexo para o agendamento das castrações. Esse trabalho é feito com a ajuda de agentes dos sete Postos de Saúde da Família de São Manuel, nos bairros atendidos por esse setor.

Em alguns casos, o trabalho não é bem visto por tutores de animais, que por falta de conhecimento sobre o assunto, possuem visão distorcida em relação a castração. “Já aconteceu de eu ouvir muitas coisas infundadas do tipo; ‘meu animal vai engordar’, ‘não tenho tempo para levar meus animais para serem castrados’, ou até mesmo sobre a sexualidade do animal”, relata o Médico Veterinário, Paulo Targa, um dos responsáveis pelo atendimento dos animais na UVA. “O nosso trabalho também é esclarecer e mostrar que a castração, em muitos casos, é o melhor que podemos fazer pelo animal”, completa.

Além de sua principal função, a unidade colocou em prática outro serviço, as campanhas de adoção. Esse trabalho é feito em parceria com a população que acolhe os animais e os leva até a UVA. Chegando lá, cães e gatos são castrados, vermifugados, vacinados e alojados para serem adotados. Essas pessoas, que de certa forma auxiliam a unidade, não abandonam os animais quando os deixam ali. Todo o trabalho é acompanhado de perto, muitos auxiliam com a doação de ração até o animal receber um novo lar.

Segundo Caren Albano Piovezam, responsável em receber os animais na UVA, o trabalho da unidade não acaba com a doação, “durante um tempo nós acompanhamos o tratamento que o animalzinho recebe de seu novo tutor”, revela. “Queremos ter certeza de que o cão ou gato irá para uma família ou pessoa que realmente cuide com carinho dele, para que não corra o risco de ser abandonado novamente”, completa.

A UVA ainda realiza o “EGR” – Educação em Guarda Responsável, onde informa para os novos tutores sobre a importância da vacinação anti-rábica e de cuidados que todos devem ter com os pequenos amigos.

Mesmo não realizando atendimento nos finais de semana, os animais alojados na unidade não ficam sozinhos, “há um revezamento entre os funcionários para os cuidados e tarefas diárias, inclusive na limpeza”, relata Caren.

Durante o primeiro ano de funcionamento, foram realizados 5.666 atendimentos. Entre eles estão a castração, vacinação, vermifugação, doação, ajudas clínicas e cirurgicas, recolhimento e soltura de animais silvestres, vistorias em domicílios, acolhimento por maus-tratos, etc.

O Prefeito Marcos Monti comemora a boa atuação da UVA e projeta ainda mais sucesso nos próximos atendimentos. “Criamos a UVA, pois sabíamos da quantidade de animais abandonados que circulavam em São Manuel. Vamos continuar investindo em campanhas de vacinação, castração e principalmente, doação, para que esses animais encontrem um dono e receba o carinho que eles merecem.”

Acompanhe abaixo os resultados da UVA em pouco mais de um ano de atuação:

tabela*Os atendimentos clínicos são realizado apenas em cães que se encontram abandonados em vias públicas, debilitados ou atropelados e que não possuam tutores. ** Os atendimentos diversos incluem os resgates de animais silvestres de várias espécies e a soltura ou o devido encaminhamento a órgãos especializados.

Fonte: Área 14


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>