Operação "Moda Triste" apreende artigos feitos com animais silvestres na Fenearte


Foto: Divulgação / Ibama
Foto: Divulgação / Ibama

Centenas de colares, pulseiras, brincos e prendedores de cabelo com partes de animais silvestres foram apreendidos por comercialização irregular na Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), que acontece no Centro de Convenções, em Olinda, nesta quarta-feira. O material, que por lei tem comercialização proibida, foi recolhido em operação conjunta do Ibama e da Polícia Federal.

Intitulada de “Moda Triste”, a operação foi articulada após a investigação iniciada nos primeiros dias de exposição da feira. De acordo com o chefe de fiscalização do Ibama em Pernambuco, Amaro Fernandes, os adereços, comercializados por grupos de índios, são compostos por penas de aves como papagaios, araras e até urubus.

Punição

O Ibama informou que a lei defederal prevê que os responsáveis podem pegar penas de seis meses a um ano de detenção, além de multa, cujo valor varia entre R$ 500 e R$ 5 mil.

Fonte: Diário de Pernambuco


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ASCENSÃO

GRATIDÃO

INDEFESAS

VIDA NOVA

AÇÃO SOCIAL

AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>