Mulher abriga dezenas de animais vítimas do abandono em Vilhena (RO)


Foto: Larissa Ruas
Foto: Larissa Ruas

Samara, Soleandro, Lessi, Mel, Menininão, Biscoitinho, Corinthiana, Aninha, esses são alguns dos 35 nomes e 35 histórias diferentes que dona Leonice faz questão de contar. Vitória é uma gata que chegou recentemente, toda machucada. Ela estava prenha e foi jogada para os cachorros. “Deixaram ela aqui horrível, levamos na Agrivet e o Dr. Luiz fez uma cirurgia, mas ela perdeu os filhotes”, explicou ela.

Há mais ou menos dois anos e meio, dona Leonice e seu marido, Raimundo Ribas, saíram da capital cuiabana e vieram para Rondônia. Lá o casal tinha 14 gatos e um cachorro. “Quando eu vim embora uma doutora que trabalhava com adoção e cuidava de animais adotou nossos animais”, disse Leonice.

Raimundo é aposentado e Leonice trabalha em casa com o marido. Juntos dividem o tempo em cuidar da casa e dos animais que recolhem nas ruas. Hoje eles têm 25 gatos e 10 cachorros. “São nossos netinhos e amamos cada um”, conta toda sorridente.

Dona Leonice sempre gostou de animais e, quando chegou a Vilhena, encontrou muitos com sinais maus-tratos, doentes e foi adotando. “Teve uma vez que eu não tinha dinheiro para pagar os remédios deles, foi quando me falaram que a vereadora Maria José ajudava animais abandonados e eu fui até ela pedir ajuda. Na mesma hora ela bancou todos os gastos”, afirmou Leonice.

São dois sacos de ração de 15 kg por mês, sem contar os inúmeros remédios, consultas e cirurgias que os animais precisam. Dona Leonice recebe ajuda da Vereadora Maria José, que custeia alimentação, remédio, consultas, cirurgias e ajuda nas despesas da casa. “Ela que mandou fazer essa área aqui para os meus animais terem mais espaço para dormir”, disse seu Raimundo e dona Leonice.

Além da vereadora, eles recebem ajuda do veterinário Luiz da Agrivet e de outra empresa, que doa uniformes velhos dos funcionários e serve como cobertor dos animais. “Muitas vezes o Dr. Luiz não cobra alguns remédios, até para ajudar a Maria José por que as cirurgias são caras e tem todos os outros gastos que ela paga, já Marevita, funcionária da Friboi, sempre vem aqui trazer os uniformes”, falou Leonice.

Foto: Larissa Ruas
Foto: Larissa Ruas

Ela tem todo o cuidado de deixar todas as cobertas limpas e bem guardadas. Quando os animais estão totalmente recuperados ela coloca para adoção. São vários casos, lessi, a labradora está com osteoporose e com uma ferida na perna. “A Maria José está pagando toda a medicação, mas, tudo é muito caro. Eu gostaria que as pessoas me ajudassem mais”, pediu ela.

Sr. Raimundo e Dona Leonice pediram para aqueles que podem ajudar com pequenas ou grandes doações sempre serão bem-vindos. “Não importa a quantidade, mas qualquer doação ajuda, geralmente é um gasto de quase dois mil reais por mês e a vereadora ainda ajuda outras pessoas que cuidam de animais”, contou Leonice Furlan.

Para os interessados em ajudar dona Leonice e Sr. Raimundo basta ligar no celular: (69) 8463-1777.

Fonte: Vilhena Notícias


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

EMPREENDEDORISMO

AÇÃO HUMANA

CONSCIENTIZAÇÃO

ABUSO

ÓRFÃO

COREIA DO SUL

SOB INVESTIGAÇÃO

RETROCESSO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>