Forte ligação

Cão detecta câncer da tutora antes dos médicos

Um cão descobriu que a tutora sofria de cancro da mama primeiro que os próprios médicos. Apesar de ter um nódulo mamário, os primeiros exames que Maureen Burns, de 69...

125

03/04/2014 às 11:20
Por Redação

Um cão descobriu que a tutora sofria de cancro da mama primeiro que os próprios médicos. Apesar de ter um nódulo mamário, os primeiros exames que Maureen Burns, de 69 anos, fez para confirmar a doença tiveram resultados negativos. Max continuava triste e a encostar o focinho ao peito da tutora.

Pouco tempo depois, um dos inúmeros exames confirmou a doença.”Os sinais estranhos dele começaram quando tocava no meu peito com o seu focinho e recuava com um ar desesperadamente infeliz e um olhar triste”, recordou Maureen Burns à ‘BBC’. Quando Maureen Burns removeu o caroço cancerígeno, o comportamento de Max alterou-se por completo. “Ele encostou o nariz ao meu peito, como se estivesse a verificar que tinha feito a operação, começou a abanar a cauda e os olhos dele estavam felizes. Amo o Max e devo-lhe muito”, explicou a tutora do cão.

Vários estudos confirmaram que alguns cães conseguem cheirar as substâncias químicas emitidas pelos tumores. Uma investigação da Fundação InSitu, realizada em 2003, concluiu que os caninos farejam casos de cancro do pulmão e da mama através da respiração dos doentes.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores

Fonte: Sábado