liberdade negada

Golfinho albino roubado de sua mãe é filmado dentro de um aquário em Taiji

(da Redação)

golfinho1

Rumores se espalharam entre ativistas que diziam que o golfinho albino, apelidado de Angel – que foi capturado e separado de sua mãe durante a caça em Taiji, no Japão – tinha morrido. O Taiji Whale Museum, um aquário que aprisiona o animal desde sua captura há dois meses, contestou a alegação e emitiu uma declaração que afirma que o golfinho está vivo e bem. As informações são do The Dodo.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Mas Ric O’Barry, fundador do Dolphin Project, que foi destaque no documentário vencedor do Oscar “The Cove”, não contente com a declaração do estabelecimento, conseguiu infiltrar-se no local à paisana e capturar fotos e vídeos do animal. Ele teve que vestir um chapéu, óculos e máscara cirúrgica para se disfarçar, já que supostamente não é permitida a entrada de ocidentais devido ao risco de publicidade negativa.

golfinho

Angel está viva, mas O’Barry, escreveu em seu blog Dolphin Project, que ela tem manchas escuras em ambos os lados de seu corpo, que são contusões possivelmente causadas pela “agressiva manipulação durante a captura”. O animal está em “um pequeno tanque superlotado”, com outros cinco golfinhos, todos roubados de seu habitat durante a caça, assim todos “têm um alto nível de estresse, por terem perdido sua liberdade e seus companheiros”.

Angel parece ser provocada constantemente pelos outros golfinhos: “Após observação, torna-se óbvio que ela é constantemente assediada e provocada por dois outros golfinhos. Ela nunca inicia o contato com qualquer um dos outros. Ela parece tentar evitá-los, mas isso é quase impossível no pequeno espaço, onde ela é forçada a viver. Não há lugar que ela possa ir para fugir dos dois machos.”

Os seis golfinhos destinados a viver neste pequeno tanque não são as únicas vítimas da cruel caça em Taiji. A organização Sea Sheperd estima que somente durante a temporada deste ano, 800 animais foram mortos e outros 164 estão aprisionados em parques aquáticos e aquários.

1 COMENTÁRIO

  1. O ser humano é o único animal que aprisiona para satisfação pessoal. É uma crueldade sem fim! Quando vejo isso, sinceramente, me dá uma tristeza profunda, pois julgo o sofrimento deles pelo que sentiria se um habitante de outro planeta, menos evoluído é claro, resolvesse me capturar e me colocar numa jaula com outros terráqueos, longe de tudo e de todos que conheço. Acho que eu não aguentaria e morreria de tristeza.

  2. Imaginem que eramos invadidos por extra terrestes e a primeira coisa que faziam era matar-nos por sermos muitos, depois os que sobravam eram aprisionados em jaulas, maltratados, que nos caçavam por prazer, que faziam experiência connosco,etc. É o que o bicho homem está a fazer aos outros animais. A humanidade ainda vai pagar por todo o mal que faz. Até faz mal a si própria quanto mais aos outros sem defesas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui