Adamantina (sp)

Associação protetora de animais abandonados é oficializada

Após três meses de atuação com o projeto de proteção aos animais abandonados de Adamantina, o grupo se oficializou como Associação, na manhã de ontem, 5, durante assembleia com os membros e voluntários.

De acordo com a presidente, Tatiane Dalbelo, o grupo passa a se chamar Associação Apelos e Patas de Adamantina e irá atuar na proteção, acolhimento, cuidado e adoção de cachorros em situação de rua e também os animais abandonados.

Para isso, foram nomeados 11 membros para fazer parte da diretoria e 25 voluntários que se prontificaram acompanhar os serviços e auxiliar o grupo com contribuições mensais.

A direção será composta por Tatiane Dalbello (presidente); Maraísa Furlan (vice- presidente); Ana Carolina Alencar (2º secretário); Maria Luiza Ravazzi (1º secretário); Thaisa Bazzo (2º tesoureiro) e Ana Carolina Dalbello como 1º tesoureiro. Conselho Fiscal: Mônica Coutinho; Ivana Hernandes; Denise do Nascimento; Camila Marcondes e Karina Versage.

A Associação, que é particular, não conta com auxílio da Prefeitura para se manter, somente doações e contribuições que são destinadas para a manutenção do espaço, alimentação e tratamento dos animais. Para angariar fundos, o grupo pretende realizar campanhas e eventos em prol do abrigo.

O Bazar da Pechincha realizado no mês passado foi o primeiro evento e deve se repetir neste fim de semana. O valor arrecadado no bazar anterior e com este que ocorrerá, será revertido para a reforma de adequações do abrigo.

De acordo com Tatiane, esta é a maior necessidade. “O local é bom, é um espaço bacana e bem localizado, entretanto, temos que fazer as reformas. O prédio está com infiltrações e outros problemas. Precisamos fazer uma divisão para que os cães não fiquem todos juntos”, explicou a presidente.

O espaço já está com lotação máxima de cães, mas poderá receber mais animais quando todas as adequações forem feitas. “A reforma é importante para a própria higiene do local, para que não se transforme em foco de doenças”, disse. Ela explicou que este é um dos cuidados essenciais da Associação e por isso é feito a limpeza do ambiente diariamente.

Além das campanhas e eventos, a Associação conta com a contribuição mensal dos sócios voluntários. Quem se interessar em ajudar o grupo com qualquer tipo de doação, pode entrar em contato através do celular da Associação (18) 99716-9979, ou procurar por Ivana, no Posto Pérola de Adamantina.

O abrigo está localizado na alameda Francisco José de Azevedo, 605, antigo prédio da escola São Judas Tadeu.

ATUAÇÃO – Antes de levar para o abrigo, os membros realizam levantamento para se certificar se o animal em questão é vive nas ruas, foi abandonado ou sofre maus-tratos. “Infelizmente, algumas pessoas agem de má fé e  se aproveitam do nosso trabalho”, lamentou Tatiane.

Grande parte destes animais são encontrados sujos, famintos e às vezes machucados. A Associação realiza todo este trabalho de recuperação do cão para que ele seja colocado para adoção. Além disso, o animal é vacinado, castrado e vermifugado. A presidente contou que existe uma parceria entre a Associação e uma clínica veterinária da cidade, que tem auxiliado o abrigo neste sentido.

Fonte: Portal Regional

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui