Cadela que teve focinho decepado pode ficar sem socorro


A cadela Nega, cuja parte do focinho foi decepada com um golpe de foice em Afogados da Ingazeira, no Sertão, pode não chegar ao Recife nesta sexta-feira (13).

O carro que faria o transporte do animal para a capital pernambucana quebrou no meio do caminho, segundo informações repassadas pelo Movimento de Defesa Animal. Um grupo de ativistas está tentando mobilizar outro veículo para trazer a cadela a uma clínica veterinária no bairro da Madalena, onde ela deverá passar por avaliação de saúde e fará exames de raio X e hemograma. Possivelmente, Nega fará também uma cirurgia de reconstrução do focinho.

Segundo a técnica de enfermagem Rosy Mariano, 27 anos, que está ajudando a cadela no interior, Nega respira bem, mas está com a gengiva exposta. A agressão teria acontecido por parte de um vizinho, identificado como José Romero da Silva Amorim, de 27 anos. Ele foi preso e liberado para responder inquérito. Além de arrancar parte do focinho de Nega, ele também teria chutado um dos filhotes do animal. “Eles me contaram que ele chutou o filhote de dois meses e Nega foi defender. Nesse momento, ele pegou um facão e tentou matá-la, mas ela conseguiu correr e o facão atingiu o focinho dela”, conta.

Fonte: Diário de Pernambuco.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIOLÊNCIA

PESQUISA

APELO

RECOMEÇO

BARBÁRIE

SEGUNDA CHANCE

INSPIRAÇÃO

DESCARTE IRRESPONSÁVEL

BOA AÇÃO

CHINA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>