Pássaro preso a poste de alta tensão sobrevive ao ser alimentado por ave


Preso por um fio em um poste de alta tensão, um passarinho foi alimentado durante dias por outra ave. Segundo moradores do bairro Bento Ferreira, em Vitória, desde sexta-feira (07), eles tentavam soltar o animal. A Polícia Ambiental foi acionada e informou que não havia estrutura para fazer a retirada. Nesta segunda-feira (09), uma equipe enviada pela EDP Escelsa fez o resgate.

Pássaro preso em poste recebe alimento da mãe (Foto: Reprodução/TV Gazeta)
Pássaro preso em poste recebe alimento da mãe (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

O pássaro estava preso pelo pé, de cabeça para baixo e entre fios ligados a um transformador. “O pobre do animal sofrendo, sem comida, nesse sol. Se a gente, andando um pouquinho, já sente. Imagina ele pendurado lá. Sorte dele que a mãe vem dar comida no bico. Coisa de mãe!”, disse o autônomo José Nascimento.

Os moradores e os comerciantes acionaram diversos órgãos até o resgate. “Liguei para o Corpo de Bombeiros, primeiramente, e eles disseram que isso era assunto da Polícia Ambiental. Então eu liguei para a Polícia Ambiental, mas eles disseram que não tinham estrutura para salvar o animal, por causa da fiação elétrica, e pediram para ligar para a Escelsa, porque ela tem assistência”, explicou José.

A EDP Escelsa informou que um equipe fez a retirada do animal na tarde desta segunda-feira (09).

O passarinho foi levado a um veterinário para avaliar se precisa de cuidados ou se já pode voltar para a natureza.

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE

ACOLHIMENTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>