Em más condições de saúde

Grupo resgata 600 gatos que seriam mortos na China

Foto: AFP
Foto: AFP

Cerca de 600 gatos foram resgatados por um grupo de defesa dos direitos animais em Xangai quando eram transportados a um matadouro.

De acordo com relatos publicados na Internet, os ativistas bloquearam o caminhão, retirando 32 gaiolas com os animais, que seriam transformados em alimento e, sua pele, usada para fazer roupas.

O gatos que se encontravam em más condições de saúde foram levados a clínicas especializadas, enquanto os demais foram distribuídos entre associações de defesa animal.

Anualmente são sacrificados cerca de dois milhões de cães e gatos no país para o uso de sua pelagem. O Canadá lidera a lista de nações importadoras do produto.

Fonte: Exame

4 COMENTÁRIOS

  1. Que bom que esses animais tiveram suas vidas salvas por ativistas. Mas os maus-tratos e crueldades a que esses animais são submetidos tem que ser mostrados para a população para que a mesma reflita sobre seus hábitos. Aliás não só com cães e gatos, mas com diversos outros animais privados de sua liberdade e confinados e abatidos para o consumo humano. Tem que ser mostrado também quais são os países que apoiam esse tipo de atrocidade como no caso o Canadá.

  2. Quando falamos da China maltratando animais, entendemos que é um país que precisa ser trabalhado nessas questões de bem estar animal devido a ignorância das pessoas e das autoridades em relação a esse assunto. Mas o Canadá ser um dos maiores contribuinte para o sofrimento dos animais por ser o maior comprador de pele da china, isso é um absurdo, é vergonhoso para a população canadense. Até quando os animais vão ser explorados por pessoas cruéis, como os canadenses, chineses, coreanos, tailandeses, vietnamitas, cambojanos e por aí vai, a lista é enorme.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui