Estados Unidos

A caça aos lobos em Michigan é sustentada por mitos e preconceitos

Por Flavia Velloso Bruschi (da Redação)

Foto: Reprodução/Care2
Foto: Reprodução/Care2

A primeira caça os lobos em décadas começou no dia 15 deste mês, em Michigan, mas os defensores dos lobos estão em uma luta de última hora para impedi-la de continuar, seguindo uma série investigativa que expõe mentiras baseadas na cultura do medo espalhadas por políticos e funcionários do estado que agora têm muito o que explicar e pelo que se desculpar. As informações são do Care2.

Anteriormente neste ano os moradores de Michigan usaram uma nova abordagem para salvar os lobos no estado, trazendo a questão da caça aos lobos para os eleitores. “Mantenha os Lobos de Michigan Protegidos”, uma coalizão de grupos preservacionistas, organizações de bem-estar animal, profissionais da área de vida selvagem, veterinários, caçadores, fazendeiros, várias tribos de índios americanos e moradores tiveram êxito em conseguir mais de 255 mil assinaturas para trazer o assunto para votação em Novembro de 2014.

O grupo anti-lobos aparentemente não gostou, e então, antes que as assinaturas pudessem ao menos ser validadas, eles aceleraram um projeto de lei que permitia que a Comissão de Recursos Naturais (NRC) pudesse independentemente designar animais como espécies de jogo e abriram caminho para a primeira temporada de caça e colocação de armadilhas para lobos em mais de 50 anos – um movimento que não pode ser derrubado por um referendo.

Aqueles que foram a favor da caça dos lobos alegaram que eles são uma ameaça crescente, mas à luz dos fatos ninguém nunca foi atacado por um lobo no estado, os moradores já podem legalmente atirar em lobos que estejam ameaçando animais de criação, de estimação ou pessoas e os fazendeiros são compensados por perdas.

Foto: Reprodução/Care2
Foto: Reprodução/Care2

Como se vê, uma série de investigações feitas por Mlive.com revelaram que a maioria das informações usadas pelos políticos e oficiais da vida selvagem para promover a caça aos lobos no estado foi baseada em mentiras e histórias inventadas que levaram, até agora, a alguns pedidos de desculpas.

O senador Tom Casperson, um dos principais apoiadores da lei que leva à caça foi ao plenário do senado para se desculpar por incluir um relato ficcional em uma resolução pedindo ao Congresso retirar a proteção federal dos lobos cinzentos.

“Eu estava errado, eu sou responsável e peço desculpas. As palavras têm valor. A precisão nas informações é importante”, disse Casperson, que continuou, “especialmente aqui, com um tópico tão emocional e tão importante para tantos, especialmente aqueles cujo modo de vida está sendo alterado em meu distrito. Uma decisão aqui sobre usar ou não dados científicos sólidos para o manejo dos lobos, como em todas as decisões tomadas por esta comissão, não deve ser baseada em emoções, agendas ou sugestões, mas sim em fatos”.

Adam Bump, Especialista em Peles de Animais do Departamento de Recursos Naturais (DNR) também disse que ele se omitiu após dizer na Rádio de Michigan em maio que os lobos da Península Superior estavam ficando incontroláveis e declarar que as pessoas estavam vendo os lobos “aparecerem em quintais, lobos em varandas, lobos encarando as pessoas pelas portas deslizantes de vidro quando elas as estão fechando, não exibindo nenhum medo…”

A coalizão chamou as ações dos funcionários do estado que promoveram a caçada de vergonhosas e agora está convocando o governador a suspender a caça, em um esforço para salvar alguns dos 658 lobos que vivem no estado de serem mortos de uma forma completamente sem sentido, além de convocar os legisladores a restaurar o direito dos eleitores do estado de ter uma voz no gerenciamento da vida selvagem e de investigar a fraude.

“Está claro que duas ações legislativas para aprovar a caça aos lobos foram baseadas em informações fraudulentas e nada de dados científicos sólidos” disse Jill Fritz, diretor da coalizão. “Esta é uma decepção assustadora com nosso governo e só é correto e apropriado que o Governador Snyder tome ações imediatas para corrigir seus erros e desfazer algum dano. Está claro que, os eleitores, e não um punhado de políticos que jogam com a verdade, deveriam decidir sobre esta questão.”

Para mais informações sobre os esforços de última hora para salvar os lobos, visite Keep Michigan Wolves Protected, abaixo há um vídeo utilizado para conscientização a respeito das histórias inventadas contra os lobos em Michigan.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui