Radares estão ajudando a diminuir acidentes envolvendo animais

18/11/2013


Os radares estão instalados em diferentes regiões da BR 262, no trecho entre Corumbá e Campo Grande. Eles somam pouco mais de 20 no total, os radares estão dispostos de forma que no trecho entre Corumbá e Miranda a velocidade máxima permitida é de 80 km por hora, mas depois desse trecho a velocidade é alterada para veículos leves e passa a ser 100km por hora para veículos leves e se mantêm em 80 para veículos pesados. Essa diferença é dada pelo fato que a incidência de acidentes com animais silvestres e maior no trecho entre Corumbá e Miranda, além disso, a má conservação asfáltica é visível nesse trecho da rodovia.

Segundo um estudo da UFPR (Universidade Federal do Paraná) para os motoristas de ônibus, caminhão e carros de passeio que trafegam na BR-262, no Mato Grosso do Sul, o excesso de velocidade é a principal causa dos atropelamentos da fauna na rodovia. Entre as cinco razões descritas no questionário formulado pela UFPR, através do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura (UFPR/ITTI), 66,6% assinalaram esta opção. O descuido na direção é apontado por 54,5% como a segunda principal causa de acidentes com animais. É possível assinalar mais de uma razão para os acidentes.

Em abril, foram entrevistados 101 motoristas na BR-262/MS, no trecho próximo ao Buraco das Piranhas, em Corumbá. Quase a totalidade deles (98,01%) admitiram que o atropelamento da fauna é um dos principais problemas na rodovia. Entre os entrevistados, 47,5% já presenciaram pelo menos um acidente deste tipo e 17,8% reconheceram ter atropelado algum animal.

No ano passado, o percentual de motoristas de ônibus, caminhão e carros de passeio que utilizaram a BR-262/MS, relataram que 37,4% do excesso de velocidade foi a principal causa dos atropelamentos. A falta de visibilidade apareceu em segundo lugar, apontada por 55,5% dos entrevistados. Na pesquisa de abril, este percentual teve pouca diferença (54,5%).

Esta é a terceira coleta de dados feita pela UFPR/ITTI, que é responsável pelo projeto BR-262 – Faço Parte deste Caminho, que iniciou em 2011 com as obras de revitalização da rodovia no trecho entre Anastácio e Corumbá. Desde então, trabalha na sensibilização da comunidade sobre questões como atropelamento de fauna, queimadas e tráfico de animais.

Atropelamento da fauna

Durante um ano, o Programa de Monitoramento de Atropelamentos da Fauna vistoriou todas as semanas a BR-262/MS, entre Corumbá e Anastácio, para registrar o número de animais atropelados. No trecho de 284 quilômetros entre os dois municípios, no Mato Grosso do Sul, foram encontrados 610 animais mortos.

Após esse monitoramento a UFPR/ITTI fez a Proposta de Dispositivos de Proteção à Fauna, que inclui em seu programa a implantação de radares nos trechos onde ocorrem mais atropelamentos, além da colocação de telas e do corte da vegetação mais densa que prejudica a visibilidade do motorista.

A partir dos dados de identificação de pontos críticos de atropelamentos levantados pelo programa e repassados para a Superintendência Regional do DNIT, em Campo Grande, quatro radares já foram instalados no trecho de Anastácio a Corumbá.

Fonte: Correio de Corumbá


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"62516":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"62516":{"val":"rgb(255, 255, 255)"}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
DOE AGORA

COMPARTILHE:

Você viu?


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"cf6ff":{"name":"Main Color","parent":-1},"73c8d":{"name":"Dark Accent","parent":"cf6ff"}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"cf6ff":{"val":"rgb(243, 243, 243)","hsl":{"h":0,"s":0.01,"l":0.95}},"73c8d":{"val":"rgb(217, 216, 216)","hsl_parent_dependency":{"h":1,"l":0.85,"s":-0.05}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
OK
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
>