Fome e sede

Estiagem prolongada provoca morte de animais no Ceará

 

(Foto: Divulgação)

Os animais do Ceará sofrem com os efeitos da estiagem prolongada. No Estado, 178 dos 184 municípios decretaram situação de emergência. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Agrário, mais de cem mil animais morreram de fome em todo o Estado em apenas um ano.

Os pequenos reservatórios de algumas localidades, que ainda não secaram, estão com água barrenta. De acordo com a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos, os açudes não armazenam nem 40% do total. O reservatório, que deveria abastecer o município de Chorozinho, está apenas com 26% da capacidade com água e a área do sangradouro ficou completamente seca.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

A saída para escapar da seca vem com os carros-pipa. Essa tem sido a única forma dos moradores receberem água potável. Cada caminhão transporta 14 mil litros. Os quase 200 moradores do distrito de Choró Nova Vila já recebem a água que vem da operação. Os carros-pipa atendem apenas a 56% dos municípios em estado de emergência.

Fonte: Alagoas 24 Horas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui