Município no Paraguai ordena matança de cães antes de festividades


Por Simone Gil Mondavi (da Redação – Argentina)

Foto: divulgação
Foto: divulgação

Vários cães abandonados foram assassinados nesta terça-feira (12) em uma praza publica da cidade de Caacupé, no Paraguai. A autora da denúncia apontou que um dos homens que estava injetando uma substância para a morte dos cães disse que o trabalho foi realizado sob a ordem de uma vereadora.

Lourdes García, uma turista que estava visitando a região, disse que ao sentar-se na praça do lado de fora da Basílica observou dois homens, supostamente veterinários, e uma mulher que tinha injetando a todos os cães em seu caminho. As informações são de Última Hora.

“O desamparo e raiva que eu sentia naquele momento é inexplicável. Os homens injetavam a substância nos cães, cerca de cinco ou mais, e deixavam encalhados no meio da praça, porque mais tarde supostamente um veículo da Prefeitura viria retirar”, declarou a mulher.

“Eu fui até lá e perguntei por que eles estavam fazendo isso e um dos homens me disse que os cães tinham um diagnóstico de leishmaniose, mas eu não penso que foi assim, porque os animais tinham bom aspeto, com muitos pelos, sem as unhas compridas e outras características dessa doença”, disse García.

Os homens também acrescentaram que “tinham apenas seguindo ordens da vereadora”, disse Lourdes.

O fato foi atribuído à presidenta do Conselho Municipal, Dina Marchuk, que negou qualquer ligação com o caso. A funcionaria declarou que ela se juntou às pessoas que estavam na praça, para pedir que realizassem alguns testes aos cães em suas casa. Também afirmou que quando voltou, ela observou que os culpáveis estavam se aproximando a um cão aparentemente para matar, por isso ela pediu-lhes que não fizessem isso porque o cão “não parecia estar doente”.

“Eu não dei nenhuma ordem. O Conselho não recebeu nenhuma nota para este procedimento”, disse a vereadora Caacupé.

Até agora, na comuna da localidade nenhuma instituição se declarou responsável pelo que aconteceu.

Ativistas da Rede Protetores Animais (RAPA), apresentaram uma denúncia á procuradora pela morte dos cães.

Brigitte Fuzellier, presidente RAPA na quarta-feira (13), anunciou que apresentou uma denuncia formal sobre o assassinato de animais na praça pública. A representante disse que recolheu testemunhos e informações tais como fotos e vídeos sobre o fato que foi perpetrado aparentemente por funcionários do Centro Antirrábica Nacional (CAN) e do Município de Caacupé.

Foto: divulgação
Foto: divulgação

Responsáveis

Até o momento, as acusações são mútuas, os funcionários afirmaram que a ordem veio da Comuna, mas não especificaram quem deu a ordem.

O prefeito Roberto Franco, e a vereadora Dina Marchuk são os principais acusados de terem dado a ordem do assassinato.

Fuzellier lamentou e alegou que também vai pedir ao Ministério da Saúde Pública, o desmantelamento da CAN, pois estas atividades violam a Lei 4840 sobre a proteção e bem-estar animal no Paraguai.

A ativista também lembrou que o fato foi muito semelhante com o que aconteceu na cidade de Concepção, quando o município ordenou um massacre de burros nas mãos da polícia. Naquela ocasião, houve protestos contra o fato já que foi gravado em um vídeo que foi a público.

Uma das hipóteses mais fortes, é que a administração municipal tenha enviado os funcionários para matar os cães abandonados, visando deixar a cidade “mais linda” nas próximas festividades, já que é uma cidade principalmente turística, devido à festa religiosa da “Virgem de Caacupé”.

Foto: divulgação
Foto: divulgação
Foto: divulgação
Foto: divulgação 

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

TRAGÉDIA

RETROCESSO

SOFRIMENTO

DIFICULDADES FINANCEIRAS

BELO HORIZONTE (MG)

COVARDIA

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>