Quase 800 presas de elefante são apreendidas na Tanzânia


Por Simone Gil Mondavi (da Redação – Argentina)

Foto: divulgação
Foto: divulgação

A polícia da Tanzânia prendeu três homens de nacionalidade chinesa e apreendeu cerca de 800 presas de elefante em várias incursões na semana passada, em Dar es Salaam e na Mtwara, na região sul do país , que teve como objetivo combater o crescente envenenamento de animais para o contrabando de marfim. As informações são de Europapress.

Nos três incursões as autoridades encontraram um total de 797 presas, o que representa a morte de cerca de 400 elefantes. Só no sábado (02) foram encontradas 706 presas que foram confiscadas em Dar es Salaam, confirmaram nesta terça-feira (5) o porta-voz do Ministério do Turismo e Recursos Naturais, Chikambi Rumisha.

As maiorias das presas estavam escondidas em sacos de alho na casa dos três detidos. Rumisha afirmou que a polícia encontrou 80 outros caninos na semana passada, enquanto que na segunda-feira (4) apreenderam outros dois caninos em Dar es Salaam.

O tráfico de presas de marfim de elefantes e rinocerontes têm um grande mercado na China, que é muitas vezes usado para fazer enfeites e medicamentos tradicionais. O comércio de marfim foi proibido em 1989, quando a população de elefantes sofreu um grave declínio desde os milhões que ele tinha nos anos 20, aos 600 mil no final dos anos 80.

No ano passado, um membro do Parlamento da Tanzânia criticou que o envenenamento de elefantes estava fora de controle, com pelo menos 30 animais mortos por dia.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA

RECEPÇÃO

FINAL FELIZ


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>