Pessoas que cuidam de animais abandonados podem receber “bolsa cão”


(Foto: Montagem/R7)
(Foto: Montagem/R7)

As pessoas que cuidam de animais abandonados podem receber o “bolsa cão” no Rio Grande do Sul. É uma ajuda de custo de R$ 10 por dia para quem abriga cachorros em situação de emergência.

A ideia do decreto, que saiu no Diário Oficial da Prefeitura de Porto Alegre, é oferecer uma verba para que pessoas ou abrigos cuidem dos animais provisoriamente. O “bolsa cão”, como é chamado, vai ser disponibilizado só em situações emergenciais, como aconteceu em agosto, quando um dique rompeu no bairro Sarandi, na zona norte da capital gaúcha.

A água invadiu cerca de 400 casas, como explica a secretária dos direitos do animais Regina Becker.

“24 horas, 250 animais vieram parar nas nossas mãos vítimas do alagamento do bairro. Não são animais abandonados, são animais que têm tutor”.

O auxílio é válido apenas para quem abriga cachorros, não vale para gatos. Segundo a secretaria dos direitos dos animais, os felinos são de pequeno porte e podem ser atendidos na hora.

” Nossos veterinários, uma vez por dia, irão até esse local, onde os cães estão albergados para ver a saúde deles, para ver como eles estão, para ministrar medicamentos, para fazer o acompanhamento”.

Fonte: R7


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HOLOCAUSTO

INSPIRAÇÃO

CONSCIENTIZAÇÃO

CONSCIENTIZAÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>