Cães saudáveis serão mortos em Pão de Açúcar (AL)


(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Segundo moradores, cães abandonados na cidade de Pão de Açúcar, estão sendo mortos mesmo estando em perfeito estado de saúde. Segundo um morador, às quartas-feiras, os animais são apreendidos (doentes e sadios) e são assassinatos na “Lixeira” do município aos sábados.

A informação é a de que um funcionários recolhe os animais nas ruas e os mesmos têm suas mortes decretadas pelo coordenador da vigilância sanitária Manoel Mendes Pastor Filho (que só aparece uma vez por semana na Unidade Mista para autorizar tal atrocidade, segundo a denúncia).

Os cães sadios e doentes são mortos através de uma injeção à base de Cloreto de Potássio, injetado na circulação sanguínea e essa prática ocorreria no local conhecido como Lixão.

Segundo o IBAMA, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis, os animais abandonados nas vias públicas podem sim ser mortos, mas que esta medida só deve ser aplicada em último caso, quando o animal representar ameaça à saúde pública, devidamente comprovada por meio de exame realizado por um médico veterinário.

A morte indiscriminada dos bichos estaria sendo utilizada como forma de conter o avanço de animais abandonados nas ruas. Segundo ainda o denunciante, o poder público deveria era desencadear campanha educativa de alerta à população para o crime de abandono, promover a castração dos mesmos ou incentivar a adoção , mas, nunca exterminá-los, como prevê a legislação que defende os animais.

Fonte: Rota do Sertão


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TURQUIA

AMOR

ASFIXIA

ATO DE AMOR

GENEROSIDADE

MOÇAMBIQUE

ÍNDIA

MINAS GERAIS

ESTUDO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>