Orangotango mantida presa e sob maus-tratos é resgatada


Submetido a escárnio e tormento, uma fêmea orangotango era cruelmente zombada por aldeões da Indonésia que a haviam capturado e a utilizavam como um passatempo durante as tardes. As informações são do Daily Mail.

Sozinha, sem água ou comida, ela era cercada por uma multidão que a provocava.

Quando ela tentava se libertar, para correr de volta à floresta em que foi capturada, no oeste de Borneo, ilha asiática onde ela vivia com outros membros da sua espécie em extinção, uma corda amarrada em sua cintura a impedia.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Felizmente para essa orangotango, graças a uma instituição de caridade britânica, ela foi resgatada e em pouco tempo vai ser libertada em uma área segura.

Mas as condições em que ela se encontrava mostram porque ambientalistas temem que haja um longo caminho na tarefa de educar vilas sobre a necessidade de proteger, não capturar ou matar animais para formas de entretenimento cruéis.

Há cerca de um século se acreditava que havia por volta de 315 mil orangotangos, mas hoje existem menos de 54 mil na ilha de Borneo, e apenas 6 mil na Sumatra, ilha da Indonésia.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A população tem decaído devido ao crescimento das plantações de Palma, cujo óleo é usado na indústria de sabões e perfumes que são vendidos no ocidente.

O aumento da população de humanos, que cortam as árvores e constroem vilas, também contribuiu para a diminuição da população de orangotangos.

Essa orangotango foi para a remota vila de Tempurkan a procura de comida e foi capturada e presa por intermédio de seis pessoas que trabalhavam no preparo da terra para uma plantação de arroz.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Ela foi arrastada para a vila e a degradação começou. Ela só podia sentar quando as famílias deixavam suas cabanas e outros vinham de áreas diferentes em suas motocicletas para encarar ou rir da pobre cativa.

A cena beirava a tortura de um animal indefeso.

Em certo ponto, uma viga foi erguida para que ela a escalasse – mais um divertimento para a multidão -, mas um dos aldeões achou que a situação havia passado dos limites e decidiu que o tormento precisava parar.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Ele falou com Argitoe Ranting, que trabalha na instituição internacional de caridade britânica Animal Rescue. Ranting achou o orangotango amarrado ao lado de uma estrada e montou um grupo para resgatá-la.

Eles a sedaram e relocaram ela em um centro de resgate. A orangotango foi batizada como Ael (santa) e vai ser libertada assim que uma área segura seja encontrada.

Enquanto isso, os aldeões foram informados que capturar e manter um orangotango é ilegal na Indonésia, assim como também é cruel e degradante para um animal tão majestoso.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VEGANISMO

PRESSÃO PÚBLICA

RESILIÊNCIA

RECOMEÇO

FINAL FELIZ

RECIFE (PE)

RECOMEÇO

CONSCIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>