Peixes são apreendidos em Vila Bela da Santíssima Trindade (MT)


Cerca de 500 peixes foram apreendidos em uma ação conjunta da Polícia Judiciária Civil, Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Ministério Público, realizada durante o final de semana, em Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a Oeste). Quatro pessoas foram autuadas em flagrante na ação, que aconteceu no Parque Estadual da Serra Ricardo Franco, onde é proibida a pesca, independente das medidas do pescado e do período do ano.

A apreensão do pescado, a maioria da espécie Matrinchan, foi realizada dentro da área do parque, na região conhecida como “Badi”, no alto da Serra Ricardo Franco. O local é considerado um berçário de vários espécimes, sendo expressamente proibida a pesca na região. Aproximadamente 20 pessoas foram surpreendidas no local, todas do município de Pontes e Lacerda (448 km a Oeste).

O pescado e o material de pesca encontrados com o grupo foram apreendidos. Todas as pessoas que estavam no local foram ouvidas e quatro responderão pelo crime contra o meio ambiente.

Em continuidade a operação, a equipe se deslocou para outra localidade dentro do parque, conhecida como “Edmilson Goiano”. No local, estavam dois ônibus cheios de turistas, que faziam passeio pela região. A situação é irregular, uma vez autorização de passeios turísticos pela região ainda depende de regulamentação por plano de manejo.

Fonte: O Documento


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ

DOR E SOFRIMENTO

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>