Tornado que atingiu Taquarituba (SP) deixou animais desabrigados


Por Rafaela Pietra (da Redação)

Terminal rodovíario de Taquarituba ficou destruído. (Foto: Ricardo Ossandon/Igreja do Evangelho Quadrangular)
Terminal rodoviário de Taquarituba ficou destruído. (Foto: Ricardo Ossandon/Igreja do Evangelho Quadrangular)

O tornado que devastou a cidade de Taquarituba, no interior de São Paulo, no último dia 22, deixou pessoas e animais desabrigados. O município, que fica a 320km da capital, contabiliza pelo menos 150 famílias que tiveram suas casas destruídas pelos ventos. Entre os atingidos, animais como cães e gatos.

A APATA (Associação de Proteção dos Animais de Taquarituba), associação de trabalho exclusivamente voluntário que atua na proteção animal, não tem condições de dar abrigo aos animais que, após a tragédia, perambulam pelas ruas da cidade. Muitos se perderam de suas famílias ou foram deixados para trás. “Algumas pessoas se aproveitaram da situação e abandonaram seus animais. Nós, por não termos um espaço físico, uma sede ou ou condições, não temos como resgatar estes cães e gatos”, disse Silvia Regina Berretta Righeto, veterinária e secretária APATA.

Segundo a associação, o canil municipal, construído no Parque Industrial, estava na rota do tornado, mas não foi atingido. “Estávamos na rota [do tornado], mas milagrosamente não tivemos problemas. Somente um dos telhados do canil foi atingido, caindo, mas não feriu nenhum dos animais”, diz Sílvia.

A prefeitura alega não ter condições de reconstruir a cidade, auxiliar as famílias ou providencias resgate para os animais vítimas da tragédia.

Segundo Sílvia, a situação é perigosa. “Estamos trabalhando para estes animais abrigados no canil, mas ainda há milhares abandonados e nós não conseguimos auxiliar. Resgatamos alguns poucos animais, mas ainda há muitos nas ruas”, disse.

Mortes
A cidade contabiliza ao menos um animal doméstico morto vítima do tornado. Um adolescente de 15 anos conseguiu se salvar e a um de seus cães, mas não conseguiu encontrar o outro antes de se abrigar embaixo de um colchão, segundo o G1.

Ao sair de seu abrigo para ver o estrago provocado pelo tornado, Everton Leal dos Santos encontrou o animal já morto. Segundo a família, o cachorro foi jogado contra uma parede pela força do vento e não resistiu.

Cidade abalada
De acordo com a Coordenaria Estadual de Defesa Civil, o estado tem prestado ajuda humanitária aos moradores atingidos pelos danos. Foram entregues kits de higiene, kits de limpeza, colchões, cobertores, lençóis, rolos de lonas plásticas, agasalhos, camisetas e pares de tênis. Os animais permanecem sob os cuidados da associação e de voluntários.

Ajuda
Você pode colaborar com os animais vítimas do tornado de Taquarituba através do Facebook da APATA.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

TRATAMENTO

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>