Filipinas muda lei de tortura a animais após vídeo de garotas pisoteando cachorro


(Foto: Reprodução Facebook)
(Foto: Reprodução Facebook)

As imagens são chocantes e cruéis. Um vídeo mostrando a tortura praticada por três meninas das Filipinas contra um filhote de cachorro caiu na Web e tem gerado revolta dos internautas.

A repercussão foi tão grande que, nesta segunda-feira (7), o governo do país anunciou que vai aumentar a punição aos crimes contra os animais.

A partir de agora, quem cometer algum ato do tipo poderá pegar até três anos de prisão e pagar cerca de R$1.277 em multa. Anteriormente, a pena era de dois anos e apenas R$255.

A produção chamou tanto a atenção que uma instituição do país voltada para a defesa dos direitos dos animais, Philippine Animal Welfare Society (PAWS), iniciou uma campanha para localizar as garotas e quem mais estiver envolvido no caso.

“Se alguém puder nos dar os nomes e endereços das pessoas no vídeo, nós poderemos resolver o caso imediatamente”, informou a organização.

Por causa das cenas de crueldade – nas quais as meninas pisoteiam, maltratam e dançam em volta do animal – o filme foi retirado do site YouTube. De acordo com o canal, ele violava as regras para postagem.

Fonte: Hoje em dia


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CRIME AMBIENTAL

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>