Cães são resgatados após serem vítimas de maus-tratos em Pouso Alegre (MG)


(Foto: Carla Viviane / ONG SOS Bichos)
(Foto: Carla Viviane / ONG SOS Bichos)

Um homem foi preso neste fim de semana suspeito de maus-tratos a dois cachorros em Pouso Alegre (MG). Ele foi detido após denúncias de vizinhos que ouviram os animais chorando durante as agressões. Um dos animais chegou a perder um olho após ter sido espancado repetidas vezes na cabeça. Os cães foram recolhidos e tratados em uma clínica veterinária por uma ONG de proteção aos animais, que agora, procura novos tutores para os bichos.

O caso aconteceu no sábado (28). A Polícia Militar Ambiental recebeu denúncias de vizinhos que disseram que desde a sexta-feira (27) estavam ouvindo os cães gritando e chorando em uma casa do Bairro Saúde, e pelo barulho, parecia que os animais estavam sendo espancados. Ao chegar à residência, já no sábado, a PM encontrou dois cachorros, um pastor alemão e um vira-lata, presos cada um em uma casinha de alvenaria com correntes de cerca de 80 centímetros cada.

Segundo os policiais, os animais pareciam estar bem de saúde, mas estavam muito assustados. O pastor alemão estava com o olho esquerdo pra fora, com uma bola de sangue. O tutor alegou aos policiais que o filho de 8 anos de um vizinho teria jogado uma pedra no quintal e acertado o olho do animal, mas de acordo com a PM, ao verificar a altura do muro entre as casas, não havia possibilidade de uma criança ter conseguido fazer o que o homem alegava.

(Foto: Carla Viviane / ONG SOS Bichos)
(Foto: Carla Viviane / ONG SOS Bichos)

Um veterinário foi chamado no local, que constatou maus-tratos aos animais por suspeita de espancamento. Eles foram recolhidos e levados para uma clínica veterinária, onde passaram por tratamento. O tutor foi preso e levado para a delegacia da cidade. Após prestar depoimento, ele foi liberado e responderá criminalmente por maus-tratos a animais domésticos. A pena pode variar de multa a prisão por três meses a um ano, de acordo com a Lei de Crimes Ambientais.

Nesta semana, outro caso de maus-tratos a animais foi registrado em Poços de Caldas (MG). A Polícia Civil abriu um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para apurar denúncias de que o delegado aposentado Lacy de Souza Moreira teria amarrado um cão no engate traseiro do próprio carro e arrastado o animal pelas ruas do bairro Conjunto Habitacional Pedro Affonso Junqueira (Cohab). O caso foi registrado na última segunda-feira (30).

(Foto: Carla Viviane / ONG SOS Bichos)
(Foto: Carla Viviane / ONG SOS Bichos)

Reincidente

De acordo com a Polícia Ambiental, não é a primeira vez que o tutor dos dois cães de Pouso Alegre é preso por maus-tratos a animais. Há dois anos ele já havia sido detido por suspeita de dar choques e maltratar três cachorros. A presidente da ONG SOS Bichos, Carla Viviane Fernandes, envolvida nos dois casos, afirma que em 2011, três cachorros, um pastor alemão, um pit bull e um SRD foram encontrados muito debilitados na mesma casa. Ele foi liberado após prestar depoimento.

(Foto: Carla Viviane / ONG SOS Bichos)
(Foto: Carla Viviane / ONG SOS Bichos)

“O vira-lata só urinava de medo por todos os lados. O lugar estava uma sujeira e eles estavam do mesmo jeito desses dois, amarrados a um cano com um corrente bem curta. Eu espero que ele seja preso, já que não é a primeira vez que isso acontece”, comenta a representante da ONG. Como réu primário, ele apenas pagaria multa em caso de maus-tratos, segundo ela, como medida educativa.

Novos tutores

Carla conta que os dois cães resgatados na casa estão bem de saúde, mas muito assustados. O olho esquerdo machucado do pastor alemão teve que ser removido pelo veterinário. O cachorro também não enxergava quase nada pelo olho direito. O veterinário que cuidou do animal acredita que, nos dois casos, o problema foi causado por pancadas fortes na cabeça, segundo ela.

“O Cão só está um pouco abaixo do peso, mas está bem. Temos já uma pessoa que está interessada em adotá-lo. Já o pastor alemão, vamos ter que cuidar dele por mais tempo, porque ele está apavorado, tem medo de qualquer pessoa que se aproxime”, conta Carla. O cão, que tem cerca de dois anos, já está no canil municipal esperando para ser adotado.

O pastor alemão deve ter alta da clínica veterinária essa semana. Com cerca de quatro anos, ele precisará de um lar temporário até estar disponível para adoção.

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CRUELDADE

AMOR

EMPATIA

AMOR

CRUELDADE

CHINA

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO

COMPAIXÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>