7500 pássaros morrem queimados e centenas serão assassinados no Canadá


(da Redação)

Foto: CBC Canadá
Foto: CBC Canadá

Aproximadamente 7500 pássaros, possivelmente incluindo alguns de espécies ameaçadas, morreram após terem voado sobre uma usina de gás em Saint John na segunda semana de Setembro. As informações são da CBC.

Aparentemente as aves migratórias voaram para dentro de uma torre de queima de gás da usina Canaport LNG entre a noite de sexta-feira e a manhã de sábado, segundo Fraser Forsythe, gerente de segurança da companhia.

Os pássaros foram “atraídos” para as chamas como mariposas, um evento extremamente incomum, de acordo com Don McAlpine, chefe de Zoologia do Museu de New Brunswick.

“Eles começaram a circular em torno do fogo e é claro que com uma grande chama como aquela e altas temperaturas, eles nem precisariam chegar muito perto para ficar chamuscados ou queimados”.

O clima estava nublado e escuro naquele período, o que pode ter contribuído para o incidente, disse McAlpine.

Não se sabe muito sobre como essas aves se orientam para voar à noite, mas oficiais acreditam que elas são atraídas pela luz, particularmente vermelha ou piscante.

A larga torre do terminal de recepção e regasificação de gás natural de Canaport tem cerca de 30 metros de altura e o tamanho das chamas varia, dependendo das condições do tempo. É tipicamente mais alto em sistemas de baixa pressão.

A queima faz parte de uma operação padrão na parte leste da usina, localizada na Red Head Road, e tudo é feito dentro de um sistema que se diz ser seguro. O procedimento da queima é usado para manter a pressão de operação através da incineração de pequenas quantidades de gás natural.

Dan Kitwood/Getty Images
Dan Kitwood/Getty Images

Estima-se que 6800 pássaros tenham morrido, e centenas de outros estejam feridos e “terão que ser eutanasiados”, de acordo com a reportagem. “Havia pássaros demais para contar”, afirmou McAlpine.

“Uma estimativa bruta nesta fase sugere que aproximadamente 7500 aves morreram”, disse ele. “Certamente mais de 5 mil, e provavelmente menos de 10 mil foram afetadas”.

McAlpine ainda está examinando centenas de corpos de pássaros mortos que estão armazenados em um freezer, para tentar identificar as suas espécies.

Há um grande número de “red-eyed vireos”, muitos tipos de “warblers”, incluindo parulas, preto-e-brancos, magnólias e redstarts, bem como alguns sabiás e “rose-breasted grosbeaks”, disse ele.

“É possível que haja algumas espécies ameaçadas, como o “olive-sided flycatcher” e o “warbler” canadense, que é uma das espécies em risco registradas pelo governo federal”, acrescentou McAlpine.

“Há alguns “flycatchers” envolvidos, mas não os identifiquei ainda. Havia muito poucos. Assim como o “warbler” canadense, não vi nenhum ainda, mas isso não significa que não estavam lá”.

Muitos dos pássaros estavam gravemente queimados, porém outros aparecerem completamente ilesos. McAlpine suspeita que os pássaros tenham ficado desorientados e bateram na torre ou no chão. Diversos corpos estão sendo enviados para a Faculdade de Veterinária de Prince Edward Island para necrópsia, de modo a determinar se há condições subjacentes ou fatores externos que possam ter contribuído para a morte massiva das aves.

Os pássaros afetados passavam o seu verão em New Brunswick fazendo ninhos e se reproduzindo antes de partir para o México e para a América do Sul para o inverno, disse ele.

Funcionários “reduzidos às lágrimas”

Conforme a reportagem, os funcionários da Canaport LNG ficaram desolados quando descobriram os pássaros mortos e feridos empilhados em volta da base da chama no sábado de manhã.

“Nós temos pessoas que estão reduzidas a lágrimas aqui”, disse Forsythe.

“Realmente marcou os nossos funcionários e eles expressaram remorso por isso ter acontecido. Mas foi um evento muito inesperado”, conta o gerente, que também afirmou que foi o primeiro incidente desse tipo na usina.

Esforços de limpeza continuaram na terça-feira. As equipes avisaram o Departamento de Meio Ambiente do Canadá, o Serviço de Vida Selvagem e o Atlantic Wildlife Institute em Sackville sobre o incidente.

Barry Rothfuss, diretor executivo do Atlantic Wildlife Institute, informou à reportagem que eles ainda estavam ocupados “limpando a carnificina”, mas que esperam ser capazes de determinar a causa e fazer recomendações para prevenir que haja uma reincidência. “Isso vai levar algum tempo”, disse ele.

“Eu não acho que poderia ter sido necessariamente percebido e acidentes como esse acontecem. É uma experiência de aprendizado para todos nós”, acrescentou Rothfuss.

McAlpine disse que não há muita informação disponível sobre mortalidade de pássaros envolvendo torres de queima de gás, e que portanto há uma reconhecida necessidade para maior monitoramento desse tipo de situação daqui pra frente.

Ele ainda apontou que é importante colocar esse acidente em perspectiva, tendo em vista a estimativa de que um bilhão de pássaros nos Estados Unidos são mortos todos os anos devido à ação humana.

“Embora seja certamente um evento trágico e chocante ver 7500 aves mortas, isso é ‘uma gota no oceano’ em termos de número de pássaros mortos graças a atividade humana todos os anos”, disse McAlpine.

A causa principal pela morte de pássaros é o choque com edifícios.

A Canaport LNG, empresa que pertence ao grupo Repsol and Irving Oil Ltd., lista o monitoramento de pássaros entre as suas atividades ambientais, conforme descrito em seu site.

Aves migratórias têm sido consideradas em avaliações prévias de impacto ambiental no terminal da empresa.

Em Março de 2012, a Canaport LNG anunciou planos para investir 43 milhões de dólares no sentido de tornar a usina mais eficiente e reduzir o tempo de queima de gás.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>