Jovens protestam contra ONG que patrocina pesquisas com animais


Por Vinicius Siqueira (da Redação)

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um grupo de ativistas contra o uso de animais em experimentos protestaram ontem em frente a uma ONG que patrocinou os três dias do simpósio internacional intitulado “Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Laboratório de Bem-Estar Animal na Bolívia “. As informações são do El Diario.

A manifestação ocorreu no bairro de Sopocachi, com cartazes dizendo “não queremos progresso manchado de sangue” ou “terceiro simpósio de tortura e morte”. O grupo se concentrou em frente das portas da instituição em que se realizava uma atividade organizada pela Dra. Evangelina Teran, que no momento da admissão para a exposição foi surpreendido com bandeiras e gritos de protesto.

Patrocinado pelo Departamento de Ciência e Tecnologia e da Organização da Bolívia, do Laboratório de Ciência Animal, o objetivo do Simpósio Internacional, aparentemente, “é capacitar as pessoas que trabalham e fazem uso de animais de laboratório”, disse Teran.

O que dizem os manifestantes?

Enquanto isso, Justina Poma, um dos manifestantes, disse: “Estamos protestando contra as ONG’s que estão vindo se instalar na Bolívia utilizando pesquisa com animais, tortura de animais (…) a União Europeia está em processo de votação para proibir testes em animais e uma ONG em nome da Dra. Teran, (…) pretende se estabelecer aqui “, disse ela.

Ela disse que o objetivo das empresas patrocinadoras do Simpósio é apostar nesses centros de pesquisa secretamente, porque na América Latina e na Bolívia em particular não há regulamentação específica contra esse tipo de atividade, razão pela qual se instalam no país após serem proibidos em outros países.

Por sua vez, Terán disse que as empresas estrangeiras são provenientes do Brasil, Colômbia e Miami (EUA), embora possa ser verificado a presença de profissionais espanhóis são os fornecedores de insumos, tais como alimentos e caixas específicas para essas atividades em laboratório e que, contrariamente às alegações por parte dos manifestantes, ela faz parte de um compromisso com a Câmara dos Deputados para estabelecer padrões nessa área.

Nota da Redação: Está claro que Terán não entendeu a manifestação. Não se trata de regulamentar as experiências em animais. O que os manifestantes pedem é a abolição destas pesquisas. Não se trata de estabelecer regras para a exploração animal, mas de acabar totalmente com ela.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DADOS ALARMANTES

MAUS-TRATOS

DESMONTE AMBIENTAL

ZOOFILIA

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE

CRISE ECONÔMICA

SINERGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>