PM desarticula rinhas de galos em Caratinga (MG)


(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Foi numa casa situada à Rua José Gonçalves Rodrigues, no bairro Santa Cruz, que a Polícia Militar desarticulou uma rinha de galo. O local onde funcionava a rinha é conhecido como “Loteamento Toninho Villela”.

Cinco pessoas foram detidas e levadas à delegacia de Polícia Civil. Entre os presos, Antônio Sérgio Carneiro Villela, dono da casa.

Segundo sargento Edmar Mendes Gomes, a PM recebeu uma denúncia via 190 dando conta de que estaria ocorrendo perturbação da tranquilidade, além de uma rinha de galo improvisada no terraço da residência de Antônio Sérgio. Diante das informações, os militares foram ao local, e ao perceber a presença da PM, algumas pessoas fugiram a pé e outras em veículos

O animais eram mantidos em gaiolas em condições precárias. Uma das imagens mostra um galo que chegou a defecar de dor.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Segundo a polícia, há muito tempo as rinhas de galo já vinham acontecendo no terraço da casa de Antônio Sérgio. As rinhas aconteciam em um tambor improvisado. Quando a polícia abordou a residência, já tinham dois galos prontos para se confrontarem nesse tambor.

Durante a abordagem da PM, também foram apreendidos diversos materiais usados para equipar os galos para briga como um rolo de esparadrapo usado para fixar a espora postiça; doze buchas de borracha usada na proteção das esporas dos galos; além de uma balança para pesar os animais.

No total, os militares encontraram no “Loteamento Toninho Villela” 31 galos da raça “Índio”. Desses 31, três apresentavam lesões por acabar de brigar. Por não ter um local apropriado para levar os galos, os animais ficaram sob a responsabilidade de uma testemunha que foi orientada quanto à guarda das aves. Os autores ficaram à disposição da Polícia Civil para as demais providências.

Fonte: TV Super Canal


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>