Cenas horríveis nas ruas de Pamplona: homens brutalmente chifrados e animais torturados


Por Claudia Doppler (da Redação)

Um americano e dois espanhóis foram foi chifrados na manhã do dia 12 de julho, no dia mais sangrento da famosa Corrida de Touros deste ano. As informações são do Daily Mail.

Um turista americano, de 20 anos, foi chifrado no estômago e um espanhol, de 42, no braço, enquanto tomavam parte em uma corrida de touros em Pamplona, onde pessoas correm perseguidas por touros nas ruas da cidade espanhola.

Mas, os momentos mais apavorantes ocorreram quando um touro isolado, que se separou da manada, atacou um segundo corredor espanhol quando ele estava deitado no chão, indefeso, depois ter sido derrubado pelo animal.

Horripilante: Três pessoas foram chifradas no dia mais sangrento da famosa Corrida de Touros espanhola. (Foto: Daily Mail)
Horripilante: Três pessoas foram chifradas no dia mais sangrento da famosa Corrida de Touros espanhola. (Foto: Daily Mail)
Ameaçador: O corredor foi jogado ao ar pelo touro, chamado de “El Pilar”, após ser chifrado, na Rua Estafeta, durante a sexta corrida de touros. (Foto: Daily Mail)
Ameaçador: O corredor foi jogado ao ar pelo touro, chamado de “El Pilar”, após ser chifrado, na Rua Estafeta, durante a sexta corrida de touros. (Foto: Daily Mail)
Preso: O homem é pego entre os chifres de um touro “El Pilar”, após ser chifrado. (Foto: Daily Mail)
Preso: O homem é pego entre os chifres de um touro “El Pilar”, após ser chifrado. (Foto: Daily Mail)
Desesperado: O homem tenta escapar do touro enquanto um administrador pega uma vareta para distrair o animal furioso. (Foto: Daily Mail)
Desesperado: O homem tenta escapar do touro enquanto um administrador pega uma vareta para distrair o animal furioso. (Foto: Daily Mail)
Ataque: O animal de meia tonelada chifrou o homem de 31 anos duas vezes, uma vez na virilha e outra na perna. (Foto: Daily Mail)
Ataque: O animal de meia tonelada chifrou o homem de 31 anos duas vezes, uma vez na virilha e outra na perna. (Foto: Daily Mail)
Frenético: um corredor puxa a cauda do touro na tentativa de distraí-lo e fazê-lo deixar o homem atacado. (Foto: Daily Mail)
Frenético: um corredor puxa a cauda do touro na tentativa de distraí-lo e fazê-lo deixar o homem atacado. (Foto: Daily Mail)
Terror: Outros corredores tentaram distrair o animal, agarrando sua cauda e acenando jornais. Mas um amigo foi capaz de arrastar o homem apenas depois de mais de meio minuto de terror. (Foto: Daily Mail)
Terror: Outros corredores tentaram distrair o animal, agarrando sua cauda e acenando jornais. Mas um amigo foi capaz de arrastar o homem apenas depois de mais de meio minuto de terror. (Foto: Daily Mail)
Emergência: O homem ferido, da província de Castela, a leste da Espanha, entre Barcelona e Alicante, submeteu-se a uma cirurgia de emergência. Seu estado foi descrito como “grave”. (Foto: Daily Mail)
Emergência: O homem ferido, da província de Castela, a leste da Espanha, entre Barcelona e Alicante, submeteu-se a uma cirurgia de emergência. Seu estado foi descrito como “grave”. (Foto: Daily Mail)

O animal de meia tonelada chifrou o homem de 31 anos duas vezes, uma vez na virilha e outra na perna.

Imagens dramáticas de TV mostram o homem sendo arremessado ao ar pelo touro, com sua calça nos tornozelos.

Outros corredores tentaram distrair o animal, agarrando sua cauda e acenando jornais. Mas um amigo foi capaz de arrastar o homem apenas depois de mais de meio minuto de terror.

O homem ferido, da província de Castela, a leste da Espanha, entre Barcelona e Alicante, submeteu-se a uma cirurgia de emergência. Se estado foi descrito como “grave”.

Agonia: Um americano de 20 anos foi chifrado no estômago e um espanhol, de 42, no braço. (Foto: Daily Mail)
Agonia: Um americano de 20 anos foi chifrado no estômago e um espanhol, de 42, no braço. (Foto: Daily Mail)
Feroz: Um homem contrai-se de dor enquanto é chifrado por um touro – seis pessoas no total foram levadas ao hospital depois da corrida, a sexta de oito. (Foto: Daily Mail)
Feroz: Um homem contrai-se de dor enquanto é chifrado por um touro – seis pessoas no total foram levadas ao hospital depois da corrida, a sexta de oito. (Foto: Daily Mail)
Tratamento: A Cruz Vermelha cuidou pessoalmente de um corredor, ou “mozo”, depois de ele ter sido chifrado por um touro do rancho Pilar, durante a sexta corrida de São Firmino. (Foto: Daily Mail)
Tratamento: A Cruz Vermelha cuidou pessoalmente de um corredor, ou “mozo”, depois de ele ter sido chifrado por um touro do rancho Pilar, durante a sexta corrida de São Firmino. (Foto: Daily Mail)
Emergência: A Cruz Vermelha transporta um corredor na maca para receber tratamento após ter sido chifrado. (Foto: Daily Mail)
Emergência: A Cruz Vermelha transporta um corredor na maca para receber tratamento após ter sido chifrado. (Foto: Daily Mail)

Cirurgiões também operaram o americano que fora chifrado no estômago por outro touro, na corrida de 800 metros na cidade de Pamplona, ao norte da Espanha.

A imprensa oficial do governo identificou o americano chifrado apenas por suas iniciais – P.E., e informou sua idade – 20 anos.

O estado dele e de um segundo americano, de 48 anos, que sofreu ferimentos na cabeça, foram descritos como “graves”.

Ao todo, seis pessoas foram levadas ao hospital, após a sexta corrida do dia, num total de oito que são realizadas.

Os incidentes com chifradas foram os primeiros do festival deste ano, onde quinze corredores foram levados ao hospital nos primeiros cinco dias.

Evento anual: Quinze pessoas foram mortas no festival anual desde 1911. O evento se tornou famoso devido à obra de Ernest Hemingway, de 1926. (Foto: Daily Mail)
Evento anual: Quinze pessoas foram mortas no festival anual desde 1911. O evento se tornou famoso devido à obra de Ernest Hemingway, de 1926. (Foto: Daily Mail)
Corrida: O evento se tornou popular entre estrangeiros que se juntam aos habitantes locais, celebrando e bebendo a noite inteira antes de milhares completarem a corrida, que tem início às 8h. (Foto: Daily Mail)
Corrida: O evento se tornou popular entre estrangeiros que se juntam aos habitantes locais, celebrando e bebendo a noite inteira antes de milhares completarem a corrida, que tem início às 8h. (Foto: Daily Mail)
Agressão: Um touro “El Pilar” ataca um folião. (Foto: Daily Mail)
Agressão: Um touro “El Pilar” ataca um folião. (Foto: Daily Mail)
Fracasso: A mulher não obtém sucesso ao correr à frente do touro, enquanto o animal faz contato. (Foto: Daily Mail)
Fracasso: A mulher não obtém sucesso ao correr à frente do touro, enquanto o animal faz contato. (Foto: Daily Mail)
Uma mulher jovem tenta escapar do touro no fechamento da corrida com touros na velha cidade de Pamplona. (Foto: Daily Mail)
Uma mulher jovem tenta escapar do touro no fechamento da corrida com touros na velha cidade de Pamplona. (Foto: Daily Mail)
O touro preto que mais causou pânico realizou várias tentativas de ataque, antes de ser conduzido ao longo de ruas estreitas para se juntar ao resto da manada no curral da arena abarrotada. (Foto: Daily Mail)
O touro preto que mais causou pânico realizou várias tentativas de ataque, antes de ser conduzido ao longo de ruas estreitas para se juntar ao resto da manada no curral da arena abarrotada. (Foto: Daily Mail)
Mortes: Os touros usados na festa, de séculos de idade, podem pesar até 625 quilos e já mataram 15 pessoas desde 1911. (Foto: Daily Mail)
Mortes: Os touros usados na festa, de séculos de idade, podem pesar até 625 quilos e já mataram 15 pessoas desde 1911. (Foto: Daily Mail)

Eles incluem o trabalhador de uma empresa de gás, John Bennet, 44 anos, de Wolverhamptom, que sofreu ferimentos nos joelhos no primeiro dia de corrida, no domingo, quando foi pisoteado por outros corredores depois de cair, perto do final do percurso.

Quinze pessoas já morreram no festival anual, que se tornou famoso devido a um romance de Ernest Hemingway, de 1926.

Entre 200 a 300 pessoas são feridas a cada ano.

A morte mais recente foi em 2009, quando Daniel Jimeno, de 27 anos, de Madri, foi chifrado no pescoço por um touro chamado “Capuchino”.

O evento se tornou popular entre estrangeiros que se juntam aos habitantes locais, celebrando e bebendo a noite inteira antes de milhares completarem a corrida, que tem início às 8h.

A população de Pamplona aumenta de 200 mil a 2 milhões de pessoas durante o festival, o maior da Espanha.

Depois de cada corrida matinal, os animais são mortos em touradas, à tarde.

Por volta de 3.500 “caçadores de emoção” competem no final de semana de corridas, e 2.000 tomam parte das corridas durante a semana.

Nota da redação: Não se pode condenar animais que, postos em situações de estresse e sofrimento, tentem se defender, independente dos prejuízos, físicos ou materiais, que venham causar. Eventos como a Corrida de Touros e Touradas, mesmo sendo tradição, devem ser eliminados definitivamente, pois é abominável a ideia da existência de seres humanos que sintam prazer em assistir a tortura e o assassinato cruel de um animal.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

PROTEÇÃO ANIMAL

INESPERADO

ASCENSÃO

GRATIDÃO

INDEFESAS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>