‘Cãominhada’ reúne tutores e cachorros a favor do conselho municipal, em Manaus (AM)


Cachorros pequenos, grandes e de todas as cores, peludos e até vestidos com roupa de ginástica participaram da segunda edição do ‘Cãominhada’, que aconteceu na manhã deste domingo (09), na Ponta Negra, zona oeste de Manaus (AM).

Cachorros como a Polly, que há dois anos, sofreu uma doença que a deixou com as patas traseiras paralisadas. Sob os cuidados da tutora Márcia Zuanon, a poodle compareceu com as rodinhas adaptadas, que lhe auxiliam no dia a dia, à manifestação organizada pela ONG Proteção Adoção e Tratamento Animal (PATA), como uma tentativa de conscientizar a população sobre a guarda responsável e chamar atenção do poder público para a criação do Conselho Municipal de Proteção à Fauna.

Márcia mostra que Polly é a prova de que é possível, mesmo com as dificuldades, cuidar do bichinho.

“Infelizmente, a sociedade está descartando muitos animais. É preciso alertar que as pessoas, ao adotar um animal, assumem um compromisso de mantê-lo com saúde e feliz, durante, mais ou menos 15 anos”, afirmou a vice-presidente da ONG PATA Erika Schloemp.

Participação

Os tutores não esqueceram a água e a ração, para uma pausa no exercício físico durante os 2,5 quilômetros de trajeto. O momento serviu também para a socialização entre tutores e animais, como Sansão e Belinha que também marcaram presença. A tutora do casal de labradores, Priscila Souza, apoiou o evento. “A caminhada é uma espécie de protesto. As pessoas precisam ter responsabilidade na hora de adotar um cão, não só porque acha bonitinho ou porque a raça está na moda. A castração é importantíssima e tomar todos os cuidados, afinal, é uma vida”, ressaltou Priscila.

Até quem não tutela um animal doméstico, como a administradora Juliane Barros, participou do evento. Ela aproveitou para trazer a filha Julia, de dois anos, para ver os animais. “Além da parte física, tem a parte social e a proposta do evento. Moramos em um apartamento e, ainda, não temos condições de cuidar de um cachorro, mas a minha filha adora animais”, destacou Juliane.

Participação

O evento também disponibilizou, através do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), vacina gratuita. Já a ONG PATA montou uma barraquinha, com a venda de camisas e cadastro de voluntários.

Fonte: D2AM


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>