USP busca cães com hérnia de disco para tratamento grátis


Seu melhor amigo parou de andar por causa de uma hérnia de disco? Não é o fim da picada. Na verdade, é o começo de duas variações dela: a USP busca cães que tenham ficado paraplégicos há mais de dois meses para testar um tratamento que mistura o uso de células-tronco com acupuntura.

Por se tratar de uma pesquisa científica, as 13 semanas de tratamento serão de graça –cabe ao tutor apenas levar o bicho para a USP cinco vezes por semana, duas delas para fazer fisioterapia e outras três para sessões de acupuntura.

O veterinário César Prado, 27, tratará os cães como parte de sua pesquisa de mestrado. “O objetivo desse trabalho é avaliar dois tratamentos para a região medular do cão”, diz Prado.

Depois de operados para a retirada do disco que comprime a medula do bichinho, os pacientes serão divididos em três grupos.

O primeiro receberá apenas a injeção de células-tronco. O segundo será tratado apenas com acupuntura. O terceiro receberá uma combinação das duas técnicas.

“Se os tutores dos cachorros que receberam apenas um tratamento quiserem, depois do estudo acabar eles poderão refazer o tratamento completo, com acupuntura e célula-tronco.”

São 15 vagas e todas as raças estão convidadas. “Não se pode prometer que eles voltem a andar, mas costuma haver alguma melhora”, diz o pesquisador, que pode ser achado por interessados no e-mail cesar.prado@usp.br.

Fonte: Folha de S. Paulo


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MASSACRE

ESTUDO

FINAL FELIZ

MIGRAÇÃO

EXPLORAÇÃO

APELO

LUTO

FLORIANÓPOLIS (SC)

SÃO PAULO

INOVAÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>