Recém-nascidos

Gatinha e filhotes resgatados de matagal buscam lar temporário em SP

Leuda de Moura
[email protected]

Foto: Divulgação

Depois do almoço saí em busca de encontrar esta indefesa mãezinha e sua cria num matagal em Embu (SP). Acredito que devem ter nascido ontem, ou antes de ontem, são mínimos! Teriam chance de sobreviver num matagal e ao relento? Com certeza não. o resgate até que não foi muito difícil, fui com uma amiga, levamos ração, caixa com um cobertozinho deixamos num lugar de mato mas visível e, claro, perto  da entrada de onde estavam. Conseguimos pegar  um bebê, (estavam todos protegidos pela mãezinha num recuo escuro do matagal, mas ela assustada saiu de perto). Colocamos o filhotinho na caixinha e ela veio correndo ver o que íamos fazer com o bebe, indecisa, não sabia se corria para os que ficaram no mato ou se ia até o bebê que estava na caixinha. Corri e peguei os outros quatro. Ela desesperada e eu tremendo que nem vara verde. Rapidamente coloquei-os na caixinha, pareceu que se sentiu tão feliz na caixinha, pois entrou rapidinho, foi um verdadeiro bálsamo pra sua triste aflição, sozinha no mato com cinco filhotes, triste demais. Tão indefesa. Ela não é selvagem, com certeza foi abandonada com a primeira cria que divulguei em fins de janeiro, no dia que os fotografei estavam todos muito assustados, mas certamente já deveriam ter tido uma casa e um “tutor”.

Uma amiga minha gente muito boa, me deixou levá-los pra casa dela, e os colocamos no lavabo, só que ela tem cães grandes e bravos. A mãezinha ficou muito triste e saiu da caixa (colocamos uma grande) e miava muito, pois estava acostumada à liberdade, minha amiga ia ficar de olho pra ver se ela ia dar mamar para os bebês e se ela se alimentaria, caso contrário, vou ter que trazer de volta e implorar que a senhora da casa humilde onde estão os bebes da outra cria, deixe-os lá até desmamarem e possam ser castrados para poder serem doados. Se ela não permitir, quem teria um espaço que não seja um lavabo e possa abrigar estes inocentes? Depois darei notícias da situação.

Contato: Leuda – 11-9560-8080

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui