Animais abandonados

CCZ de SP promove evento de adoção de cães e gatos

No centro há cerca de 400 animais, entre cães e gatos (Foto: Bruno Poletti/ Diário SP)

Pessoas apaixonadas por animais que buscam uma companhia para caminhar ao lado, compartilhar momentos e multiplicar carinhos têm como uma boa opção a adoção. Para elas, O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) promove hoje uma grande festa de adoção de cães e gatos, das 10h às 16h. Entre as atrações oferecidas neste ano haverá uma que vai surpreender os visitantes: o “cãorreio elegante”, com cachorros entregando bilhetes aos visitantes.

O objetivo do CCZ é resgatar os animais abandonados para tratá-los e direcioná-los a novos lares. O órgão leva em consideração o bem-estar dos animais e a garantia de conforto, além de se preocupar com a socialização de todas as espécies. A adoção contribui na diminuição do abandono nas ruas, minimiza problemas de animais soltos, evita acidentes, maus-tratos e crueldades contra animais.

No centro há cerca de 400 animais, entre cães e gatos, e os cuidados adotados pela instituição vão além do banho e da tosa. Os animais que tiverem histórico de agressão são mantidos em canis individuais com tratamentos específicos. Todos os animais são vacinados, esterilizados, castrados, microchipados e vermifugados.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

A adoção acontece no momento da visita, quando os interessados pelos animais mantêm um contato direto com eles para descobrir se há afinidade. São necessários na adoção coleira para cães, caixa de transporte para gatos e os documentos pessoais com RG, CPF, comprovante de residência e realizar o pagamento da taxa de R$ 16,22.

Mascote no Facebook/ Frederico era o mascote da turma por ficar quase três anos no CCZ. Mas, em agosto de 2011, ele foi adotado por Sérgio  Sarayedine. No tempo em que ficou no CCZ, Fred passou por muitos obstáculos. Abandonado, chegou ao centro em  2008, foi adotado por três vezes e devolvido logo depois por ser um cão de personalidade tranquila. Quando, enfim, foi acolhido pela família de Sérgio, além de lhe oferecer um novo lar, os novos tutores fizeram questão de que sua história fosse conhecida por outras pessoas.

“Quando fui ao CCZ para adotar um cão para minhas filhas não tinha preferência por raça nenhuma, mas ao encontra Fred foi amor à primeira vista. Ele  é um cão tranquilo e dócil, que já faz parte da minha família. Criamos até uma conta no Facebook para que ele se tornasse conhecido”, conta Sérgio, emocionado. O CCZ acompanha os cuidados dados a Fred pela página da rede social.

Fonte: Diário de S. Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui