Políticos italianos pedem renúncia à matança de cordeiros na Páscoa


Por Natalia Cesana (da Redação)

Foto: Reprodução/La Stampa

A deputada italiana Manuela Repetti e o ex-ministro da Cultura Sandro Bondi redigiram uma carta à Igreja Católica pedindo que a instituição incentive os fiéis a renunciar ao sacrifício de cordeiro em celebração à Páscoa.

Leia, abaixo, a íntegra do apelo, publicado no jornal italiano La Stampa:

Caro diretor,

Com a aproximação da Páscoa e a predisposição dos fiéis em celebrá-la no âmbito da comunidade católica, sentimos a necessidade irreprimível de expressar publicamente, sempre com respeito, um pedido à Igreja.

A comemoração da Páscoa representa, para a fé cristã, a esperança da ressurreição após a morte terrena. Mais ainda, o sacrifício da vida de Jesus para redimir a humanidade do pecado original. Este testemunho de amor, da participação divina nas dores humanas constituem a promessa, graças à fé, de uma vida após a morte.

Tal passagem é representada, do judaísmo ao cristianismo, com o sacrifício de um cordeiro. Mas na verdade, este é apenas um símbolo que não faz parte do corpo doutrinário do cristianismo, que se resume, como a própria Páscoa nos faz lembrar, ao princípio fundamental do amor de Cristo para todos os seres.

No fundo, o cordeiro é o símbolo da ternura extrema, da infinita doçura e da absoluta inocência.

Por este motivo, o rito do sacrifício do cordeiro que a cada ano se celebra em ocasião da Páscoa, e se traduz na morte de milhares e milhares de animais verdadeiramente inocentes apenas para alegrar nossas mesas repletas, se tornou um inútil e horrível massacre.

Estamos confiantes que a Igreja tenha a coragem de convidar seus seguidores a evitar o sacrifício de cordeiros para celebrar a Páscoa. O amor de Deus não se festeja por meio da morte de outro ser vivo. A Igreja se beneficiaria com o valor da fé autêntica, profundamente espiritual e respeitosa a todas as criaturas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PRESERVAÇÃO

DESESPERO

CONSOLO

CALIFÓRNIA

ANGÚSTIA

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL

EXEMPLO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>