Por Patrícia Tai (da Redação)

Foto: Reprodução/White Wolf Pack

Na última sexta-feira, dia 03 de fevereiro, a Grécia tornou-se o primeiro país europeu a proibir o uso de qualquer animal em exibições circenses e performances artísticas similares. Esta decisão foi tomada graças a uma campanha promovida pela Organização ADI (Animal Defenders International) e pela ONG Greek Animal Welfare Fund (GAWF), e apoiada por mais de cinquenta grupos de proteção animal de toda a Grécia. A nova lei de proteção aos animais também abrange questões importantes que se estendem a animais abandonados, segundo informou o site White Wolf Pack.

Evgenia Mataragka, da GAWF, cuja sede fica em Atenas, declarou: “Nós estamos muito contentes pelo fato da Grécia ter dito não à crueldade em nome do entretenimento. Nós testemunhamos o sofrimento terrível de animais em viagens circenses aqui, e estes animais freqüentemente enfrentaram longas viagens marítimas vindos da Itália. Muitos municípios da Grécia já haviam proibido o uso de animais em circos, então acreditamos que a lei será bem aceita pelo povo grego”.

Há um ano atrás, a Bolívia deu o primeiro passo e proibiu todo e qualquer tipo de animal em circos. Também em fevereiro de 2011, a ADI realizou uma operação com o apoio das autoridades bolivianas e resgatou animais que ainda foram encontrados sendo explorados em circos que desafiavam a lei. Isto envolveu a realocação de vinte e nove leões para os EUA, bem como o resgate de primatas e cavalos. Em julho de 2011, o Peru proibiu a exploração de animais selvagens em circos seguindo uma campanha baseada em investigação secreta também pela ADI. Nas Américas do Sul e do Norte, a legislação tem sido avaliada pelos governos dos Estados Unidos, do Brasil, da Colômbia, do Chile e do Equador.

No front europeu, a Austria vem proibindo exibições com animais selvagens. Muitos outros países europeus incluindo Portugal, Dinamarca e Croácia, têm medidas para proibir ou eliminar gradualmente o uso de animais em circos. O Reino Unido estará passando por uma pressão considerável para implementar a proibição, devido a uma esmagadora votação popular ocorrida no ano passado, nesse sentido. Está se tornando cada vez mais claro que os dias de se manter animais viajando como carga e forçados a fazer truques em nome do entretenimento estão contados. Que a Grécia seja aplaudida por ter sido o primeiro país a conduzir o mundo por esta via.

8 COMENTÁRIOS

  1. parabéns à sociedade da Grécia que catapultou patamares da conscientização planetária. O País esta passando por provas na questão sociopolítica-econômica e nem mesmo assim deixaram de olhar, perceber que tal prática odiosa deve ser abolida por todos no Mundo.

    O último parágrafo da reportagem devia ficar pendurado num quadro tamanho valor imperativo nas palavras.

  2. DEMOROU… AINDA BEM QUE OS SERES…DITOS HUMANOS ESTÃO ACORDANDO.JA DEMOROU MUITO PARA QUE UMA ATITUDE FOSSE TOMADA. CHEGA DE AGRESSÃO, DE SOFRIMENTO, DE USAR OS ANIMAIS PARA SEU BENEFÍCIO E GANHO FINANCEIRO, FAZENDO
    COM QUE SOFRAM DESNECESSARIAMENTE.TODOS OS MEIOS DE VIDA DEVEM SER RESPEITADOS ASSIM COMO QUEREMOS SÊR…DESEJO ARDENTEMENTE QUE ESTA AÇÃO SE PROPAGUE RAPIDAMENTE POR TODO O PLANETA.QDO ISTO ACONTECER PODEREMOS SER CHAMADOS DE SRES HUMANOS.