Doações de internautas ajudam a salvar Costelinha, o cão resgatado de um buraco


Costelinha perdeu bastante massa muscular durante seus dias preso num pequeninho buraco entre uma banca de jornal e a calçada, mas já está bem melhor (Foto: Rafael Ernandi/Arquivo pessoal)

Depois de 19 dias de luta, Costelinha receberá alta hospitalar ainda nesta quinta-feira (9). O cãozinho vira-lata foi resgatado bastante enfraquecido, no dia 21 de janeiro deste ano, de dentro de um pequeno buraco, entre uma banca de jornal e uma calçada na cidade de Osasco (Grande São Paulo).

Para conseguir alcançá-lo, o protetor de animais Rafael Ernandi precisou aumentar o tamanho do buraco, quebrando a parede ao redor com uma marreta.

– A dona da banca viu o olho do cachorro do buraco quando foi colocar a trava na porta, antes de ir embora. Tentou chamá-lo, mas o animal não saiu de lá de dentro. No dia seguinte, ela nos chamou. Mas não temos ideia de como Costelinha foi parar lá nem de quanto tempo ficou.

Assista ao vídeo do resgate de Costelinha:

A luta só estava começando. Magro e amedrontado, Costelinha foi levado a um hospital veterinário, entre a vida e a morte.

Mas o tratamento seria caro e, para conseguir levantar o dinheiro necessário para comprar medicamentos e para pagar a internação, as transfusões de sangue e o que mais fosse necessário, Ernandi acabou dividindo a história do vira-lata com os internautas.

Depois de publicar fotos e vídeos de Costelinha na internet, Ernandi conta ter arrecadado um valor suficiente para custear os tratamentos do cachorrinho.

– Nós começamos a pedir doações no dia em que fizemos o resgate. Depois de três dias, avisamos que já não precisávamos mais de ajuda, pois já tínhamos recebido um valor considerável. No entanto, depois que pagamos uma parcial, vimos que não era suficiente, e solicitamos novamente ajuda. Três dias depois, paramos novamente, pois alcançamos o valor para pagar as contas.

No total, foi arrecadado um pouco mais de R$ 7.000. Ernandi afirma que, a partir de agora, serão divulgadas todas as notas fiscais dos serviços e produtos pagos, para prestar contas a quem ajudou.

O tratamento

Costelinha chegou ao hospital veterinário infestado de pulgas e carrapatos, com uma anemia grave, extremamente desnutrido e desidratado. Além disso, estava com verminose e úlceras estomacais que provocavam hemorragias, conta a veterinária Tatiana Ceratti, responsável pelo tratamento do cão.

– Quando o peguei, retirei três fraldas de carrapatos. Ele parecida ter medo de gente, mas mal reagia, de tão fraco. Fizemos quatro transfusões de sangue no Costelinha. Nas três primeiras, ele melhorava, mas, logo depois, já piorava. É que seu corpo não conseguia aproveitar nada, eliminava quase tudo por conta dos seus problemas de saúde. Só a partir da quarta transfusão, ele começou a melhorar de verdade e a reagir melhor.

O cachorrinho continua magro, pois perdeu muita massa muscular. Mas já pode continuar o tratamento longe do hospital. Segundo a veterinária, a nova fase dos cuidados deve durar dois meses.

Nesta noite, o cachorrinho irá para a casa de seu protetor. Ernandi conta que dezenas de pessoas já o procuraram, interessadas em adotar o vira-lata.

– Até gente de fora de São Paulo me procurou. Mas vamos ver o que é melhor para o Costelinha antes de definir qual será seu futuro.

Fonte: R7


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA

RECEPÇÃO

FINAL FELIZ


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>