Triste alerta

Flagrante de canibalismo de ursos-polares é alerta sobre aquecimento

Urso polar macho carrega carcaça de filhote morto: canibalismo estaria aumentando em razão do aquecimento global. (Foto: Jenny E. Ross)

Fotos de um flagrante de canibalismo entre ursos-polares divulgadas durante reunião nesta semana da União Americana de Geofísica estão sendo consideradas um sério alerta sobre os efeitos do aquecimento global na vida animal. Embora os ataques a integrantes da própria espécie não sejam novidade entre os ursos-polares – um estudo de 1985 listou relatos de casos datados desde 1896 -, sua frequência estaria aumentando por causa da pressão do clima.

Captadas pela fotojornalista Jenny Ross, as imagens mostram um urso-polar macho adulto carregando um filhote morto no arquipélago de Svalbard, na Noruega. Pouco depois, o urso se afastou do grupo de observadores e devorou a carcaça do filhote. Segundo o pesquisador Ian Stirling, da Environment Canada, a dieta primária dos animais é composta por focas, normalmente capturadas quando sobem para respirar em buracos e espaços entre os blocos de gelo flutuante no Ártico. Durante os últimos verões, no entanto, o gelo tem desaparecido completamente em algumas regiões do Ártico, dificultando o trabalho dos ursos e fazendo-os procurar por alternativas para se alimentarem, inclusive o canibalismo.

Fonte: O Globo

13 COMENTÁRIOS

  1. É mto triste ver que ninguém se importa..o ser humano não faz nada para isso mudar.O castigo vai ser passar por algo mto pior que isso.A raça humana esta se auto-destruindo, cavando a própria cova .

  2. Treze por cento das emissões de gás metano que acabam com a camada de ozônio, ajudando a aumentar o aquecimento do planeta, é produzido pelas vacas alimentadas com grãos e cereais, usadas para extração de leite. Se não houver mais demanda por tanto leite e laticínios, essa será uma grande ajuda para impedir que as calotas polares derretam inteiramente. Para cada litro de leite consumido, no Brasil, há um rastro de 10kg de excrementos de vacas que ficam sobre o solo, em grandes lagoas não tratadas, emitindo também gás metano. Cada litro de leite consumido fez desaparecer 8,5 litros de água potável. Consumir laticínios não é uma boa maneira de ajudar a sobrevivência dos ursos polares. O que fazemos aqui, na nossa mesa e nas praças de alimentação de todos os shoppins do mundo, têm desdobramentos mortais para a vida no planeta. É preciso acordar dessa inocência dietética. Comer é um ato moral, mais do que nunca.

  3. Notícia triste, muito triste. Tem uma imagem do filhote “sentado” e sendo puxado pelo urso. Quando vi aquilo, pensei que estivesse vivo. Fiquei horrorizada.

    Agora, vejo que ele já estava morto. Mas as imagens são fortes, chocantes demais.

  4. Meu, é só um cara babaca ter uma câmera na mão que já sai tirando fotos por ai. Nesse caso vai saber se realmente é canibalismo. Os dois ursos estão molhados, pra mim isso não é canibalismo, na boca do urso maior não consigo ver sangue algum. Pra mim ele entrou na água e resgatou o urso menor de algum outro animal, mas infelizmente o mesmo já estava morto. Sei lá, mas na minha opinião os reportes de hoje em dia estão muito mal formados, saem escrevendo coisas sem nem mesmo investigarem ou averiguarem os fatos, vergonhoso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui