Cão explorado para caça é abandonado para morrer em vala


Por Natalia Cesana (da Redação)

Enquanto dirigia-se para resgatar e castrar animais de uma comunidade de baixa renda, uma funcionária do Projeto Comunitário da PETA avistou um motorista de caminhão tentando arrastar algo para a vala de uma movimentada estrada. A funcionária quis ter certeza que esse “algo” não era um animal, mas, para seu espanto, era justamente um cão. Ele estava muito ferido, coberto de lacerações, impossibilitado de ficar de pé ou andar, além de molhado e tremendo de frio.

Foto: Reprodução/PETA

O colar de rastreamento que o cão trazia no pescoço ajudou a explicar como ele foi parar na estrada: ele era um cão utilizado por caçadores, que normalmente não tratam os cachorros de forma diferente da que tratam os animais que eles têm prazer de matar.

Incontáveis cães são atingidos por carros quando atravessam as autoestradas na tentativa de capturar a presa ou quando se perdem do grupo. Em muitos casos, os cães são frequentemente abandonados no fim da temporada de caça. Outros passam grande parte de suas vidas acorrentados ou confinados, sujeitos a todos os extremos de temperatura e a treinamentos feitos por meio de colares emissores de eletrochoques, que podem provocar queimaduras, fibrilação cardíaca, confusão e medo nos animais.

O pobre cachorro foi delicadamente colocado pela funcionária da PETA na van e levado ao abrigo animal, onde foi imediatamente avaliado por um veterinário. O animal estava com a parte traseira do corpo quebrada e, devido a todo sofrimento, a eutanásia acabou sendo a melhor opção para ele.

Cães explorados para caça não ferem apenas as presas atingidas por esta prática cruel, mas ferem também a si mesmos. É hora de parar com essa prática absurda e cruel.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SUSTENTABILIDADE

NEGLIGÊNCIA

SOFRIMENTO

PORTO ALEGRE (RS)

INSENSIBILIDADE

GOIÂNIA (GO)

MÉXICO

ACIDENTE

AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>